Governo brasileiro quer ampliar exportação de etanol para o Japão

O Brasil tem condições de atender à demanda de etanol dos japoneses. Foi o que afirmou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, durante sua visita ao país asiático. Na audiência, da qual participaram Osamu Fujimura, ministro-chefe do Gabinete do Primeiro-Ministro do Japão, e Yukio Edano, ministro da Economia, Comércio e Indústria, Pimentel explicou que o Brasil tem capacidade produtiva de sobra e que, por isso, pode suprir a necessidade japonesa do produto que, hoje, gira em torno de 500 milhões de litros por ano. Na ocasião, propôs-se também a associação de outras empresas japonesas às fabricantes nacionais para que participassem de todo o processo – desde a produção até a comercialização do combustível. No encontro, os ministros japoneses questionaram o custo energético brasileiro e o impacto que o insumo causaria à Albras – produtora de alumínio que tem o governo japonês como um dos sócios. Por sua vez, Fernando Pimentel explicou que ainda este ano o governo brasileiro adotará meios para diminuir o custo da energia no país. Ele também ressaltou que a oferta crescerá nos próximos quatro anos, quando deve ter inicio a exploração das reservas de gás do pré-sal e a entrada em operação das usinas hidrelétricas - em construção na Região Norte do Brasil. Por Michelle Sá / Fonte: Automotive Business

Seja parte de algo grande