Saiba o que esperar do Novo VW Golf que será vendido no Brasil em 2014

De acordo com o blog Autossegredos, a VW deve decidir até o fim deste ano o futuro do Golf no Brasil. Isso porque a marca ainda trabalha com duas hipóteses: fabricar a sétima geração por aqui, na unidade de São José dos Pinhais (PR), ou importá-la de Puebla, no México, da mesma planta de onde saem Jetta, Jetta Variant e agora o novo Fusca. No segundo caso, a VW poderia ter problemas com as cotas de importação, visto que esses são modelos de volume considerável - exceto o Fusca. CARPLACE conferiu de perto o Golf VII durante o Salão de Paris, e gostou do que viu. Ele está mais Golf do que nunca, do design ao refinado acabamento interno. Por fora, os faróis não são tão caretas quanto nos demais VW, enquanto a traseira ganhou lanternas com desenho bastante esportivo, além de manter a clássica coluna "C" grossa que é característica do modelo. Por dentro, o painel lembra bastante o do Passat, com um nível de qualidade de construção e materiais muito superior ao do Jetta mexicano. As peças têm toque suave e os principais comandos estão bem à mão, como típico carro alemão. O espaço interno está melhor para as pernas e os ombros, no banco traseiro. E o porta-malas foi a 380 litros.
Saiba o que esperar do Novo VW Golf que será vendido no Brasil em 2014
Na parte mecânica também há boas novidades – e outras nem tanto. Graças à novíssima plataforma modular MQB (que dará origem a mais de 40 novos carros do Grupo VW), o Golf ficou cerca de 100 kg mais leve. E os efeitos da nova arquitetura se fazem presentes até na posição de dirigir. É nítido como o novo Golf tem os pedais mais centralizados que o modelo anterior, no qual eram ligeiramente deslocados à direita - como Gol, Polo e Fox. Os novos motores 1.2 e 1.4 TSI a gasolina entregam boa potência (85 cv e 140 cv, na ordem) e ainda prometem excelente consumo de combustível. A baixa fica por conta de uma involução: a suspensão traseira multilink, mais refinada, só equipa as versões mais caras. As mais simples voltaram ao eixo de torção, por questões de custo. De acordo com a publicação norte-americana Motor Trend, o Golf VII começa a ser fabricado no México no primeiro semestre de 2014, e deve ser vendido nos EUA como modelo 2015. Ou seja, se tivermos por aqui o modelo mexicano (a hipótese mais provável até o momento), o novo hatch deve desembarcar nas lojas brasileiras até o final de 2014. E a tendência é que o modelo siga o esquema do Jetta: acabamento simplificado e, na versão de entrada, suspensão por eixo de torção (a multilink só vem na versão 2.0 TSI do sedã). Quanto aos motores, os americanos especulam que por lá o Golf usará o 1.8 TSI do novo Audi A3, de 180 cv. Seria uma boa opção para o Brasil na versão mais cara, enquanto a de entrada poderia usar o novo 1.6 16V da família EA211 que a VW irá fabricar em São Carlos (SP) também em 2014.
Saiba o que esperar do Novo VW Golf que será vendido no Brasil em 2014
Seja como for, uma coisa é certa: desta vez teremos um novo Golf de verdade, para alegria da legião de fãs do modelo. Ao lado dos novos Up!, Santana e Taigun, a nova geração do hatch médio fará parte da renovação da linha que a VW prepara para os próximos anos. Leia mais:

Seja parte de algo grande

Saiba o que esperar do Novo VW Golf que será vendido no Brasil em 2014

Foto de: Daniel Messeder