Agência norte-americana defende uso de caixas pretas nos carros vendidos nos EUA

A National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) quer que os veículos vendidos nos EUA passem a ser equipados com caixas pretas similares às utilizadas nos aviões. A tecnologia registraria dados sobre uma série de itens que auxiliariam na reconstrução dos desastres automobilísticos e, consequentemente, no desenvolvimento de instrumentos mais seguros. Para uma parcela de consumidores, entretanto, a ideia não é bem vinda porque o comportamento dos motoristas seria monitorado e os dados coletados serviriam, na verdade, para espioná-los. “Quem acessaria essas informações e por quanto tempo elas seriam coletadas”, questionou Chris Calabrese, membro da American Civil Liberties Union – uma das organizações que atua no país em defesa dos consumidores locais. A ideia também não agradou a algumas montadoras, entre elas Mercedes-Benz, BMW, Toyota, Volkswagen, Chrysler, Ford e GM, que compartilharam o pensamento sobre a interferência no direito à privacidade dos proprietários. As empresas também declararam que a utilização das informações contidas nas caixas eram restritas e que só poderiam ter acesso a elas mediante autorização dos donos.
Agência norte-americana defende uso de caixas pretas nos carros vendidos nos EUA
Em contrapartida, a NHTSA alega que o instrumento ajudaria a determinar a velocidade do automóvel, se os freios foram acionados e até mesmo se os usuários faziam uso do cinto de segurança no momento da colisão. Até agora nada foi definido sobre o polêmico tema. Contudo, a Casa Branca já declarou seu apoio a uma regra que tornaria obrigatória a instalação das tais caixas em todos os carros e caminhões que venham a ser comercializados nos Estados Unidos. Por Michelle Sá / Fonte: Aol

Seja parte de algo grande