Presidente da Anfavea quer ampliar exportações para um milhão de carros

O novo presidente da Anfavea, Luiz Moan, assumiu o posto na noite de terça-feira (22) e já traçou metas ambiciosas para o mercado automotivo brasileiro. Pegando carona no Inovar-Auto, está a proposta de um novo projeto que visa ampliar as exportações de veículos para um milhão de unidades até 2017. O Exportar-Auto, nome proposto por Moan ao novo projeto que será sugerido ao governo, visa inicialmente criar condições de competitividade para que o volume de exportações se estabilize, e num segundo momento, inicie uma curva de crescimento dos produtos brasileiros para o mercado externo. Para 2013, a estimativa é de que sejam exportados 420 mil veículos, porém, o executivo teme que sem ajuda do governo para enfrentar o cenário internacional, este número possa cair. Atualmente, o Brasil exporta 13% de seu produção automotiva total, sendo que em 2005, ano que quase atingiu o volume de um milhão de unidades exportadas, a participação correspondia a 30%. Apesar da indústria nacional já ter sido beneficiada pelo aumento do imposto de importação, redução do IPI para vendas internas e Inovar-Auto, que traz mais concessões para carros mais eficientes, a Anfavea pede que o setor ingresse no Regime Aduaneiro Especial de Entreposto Industrial sob Controle Informatizado (Recof) para redução da burocracia aduaneira e desoneração da cadeia produtiva (o que inclui também o segmento de auto-peças).

Seja parte de algo grande