Tuk-tuk elétrico pode ser o futuro dos táxis no sudeste asiático

Eles povoam a paisagem das ruas das metrópoles do sudeste asiático e são uma solução tradicional para o transporte de passageiros. Os tuk-tuks, entretanto, podem estar com os dias contados. Ao menos na forma que conhecemos hoje, já que eles são barulhentos e poluem bastante. Para diminuir o impacto desses simpáticos carrinhos de três rodas, a companhia japonesa Terra Motors lançou uma versão elétrica que pode ter um preço bem competitivo para os taxistas na Ásia. A companhia planeja fabricar o modelo nas Filipinas e começar a vendê-lo até o fim do ano. O preço inicial seria em torno de US$ 6.300 (R$ 12.700). O único porém, é que esse tuk-tuk elétrico percorre cerca de 50 km com uma carga de duas horas, o que pode limitar um pouco a utilização de um dia inteiro como táxi. Há um programa para substituir cerca de 100 mil tuk-tuks movidos a gasolina por esses modelos elétricos mais modernos até 2016. Os compradores podem adquirir o modelo da Terra através de uma modalidade chamada lease-to-own, que é muito semelhante a um leasing. Ainda assim, há planos para a empresa a expandir o negócio para outros países do mercado asiático de acordo com o diretor de desenvolvimento de negócios da Terra Motors, Tetsuya Ohashi. Investidores de peso de empresas como Apple Japan, Google Japan, Sony e Compaq ficaram impressionados com os planos da Terra, apesar de haver um pequeno número de empresas chinesas que também venderão tuk-tuks elétricos. De todos os fabricantes de tuk-tuks elétricos, a Terra é considerado o mais ambicioso. Confira mais detalhes no vídeo abaixo.

Seja parte de algo grande