Funcionários da GM fazem greve na fábrica de Onix, Prisma e Celta

Funcionários do primeiro turno da fábrica da GM em Gravataí (RS) decidiram entrar em greve após assembléia realizada nesta quarta-feira (24). Eles reivindicam equiparação salarial com os trabalhadores das unidades de São José dos Campos e São Caetano do Sul (SP), com reajuste de 12%, e redução da jornada para 40 horas semanais.
Funcionários da GM fazem greve na fábrica de Onix, Prisma e Celta
Hoje, o piso salarial em Gravataí é de R$ 1.022 contra R$ 1.712 praticado nas unidades de São José dos Campos e São Caetano do Sul. De acordo com o sindicato, a direção da montadora não apresentou proposta satisfatória na reunião de ontem onde ofereceu 8,29% de reajuste e piso salarial de R$ 1.170 (aumento de 14,5%), além de propor R$ 8.650 como participação de resultados, R$ 2.800 de abono e redução da jornada de 42 para 41,5 horas semanais a partir de maio e 41 horas a partir de janeiro de 2014.
Funcionários da GM fazem greve na fábrica de Onix, Prisma e Celta
Atualmente a fábrica de Gravataí produz os modelos Onix, Prisma e Celta ao ritmo de 63 carros por hora, índice que a posiciona como a quarta fábrica mais produtiva da GM no mundo. A GM informou através de sua assessoria de comunicação que vai aguardar um comunicado oficial do Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí para se manifestar sobre a paralisação.

Seja parte de algo grande

Funcionários da GM fazem greve na fábrica de Onix, Prisma e Celta

Foto de: Julio Cesar