Novo Golf ganha tração integral 4Motion - Consumo é de 22,2 km/litro

Novo Golf ganha tração integral 4Motion - Consumo é de 22,2 km/litro
A Volkswagen está ampliando a gama do Novo Golf, a sétima geração do seu hatch médio, com uma novidade importante: a tração integral 4Motion. A marca alemã também destaca o baixo consumo de combustível da versão TDI com média em torno de 20 km/litro.
Novo Golf ganha tração integral 4Motion - Consumo é de 22,2 km/litro
O Novo Golf 4Motion usa um sistema de tração nas quatro rodas com o reforço do acoplamento Haldex de quinta geração. A unidade controladora 4Motion é 1,4 kg a menos do que o sistema anterior, não necessita de acumulador de pressão e reage de forma extremamente rápida a toda influência exercida sobre ele. De acordo com a marca alemã, o resultado é uma maior segurança ativa e uma melhor movimentação.
Novo Golf ganha tração integral 4Motion - Consumo é de 22,2 km/litro
Além disso, o Golf 4Motion também tem bom desempenho no quesito consumo. A Volkswagen destaca que o modelo ficou 15% mais econômico em relação à geração anterior, registrando consumo de 22,2 km/litro na versão equipada com motor diesel de 105 cavalos de potência enquanto o de 150 cv atinge respeitáveis 21,27 km/litro.
Novo Golf ganha tração integral 4Motion - Consumo é de 22,2 km/litro
Assim como as versões de tração dianteira, os modelos 4Motion são equipados de série com os sistemas Stop/Start e regeneração da bateria, além do EDS (bloqueios de diferencial eletrônico em ambos os eixos), XDS e bloqueio transversal do eixo traseiro, controle de estabilidade, sistema de frenagem automática pós-colisão, sete airbags, luzes diurnas, ar condicionado, display multifunções (computador de bordo) e um display TFT touchscreen para o sistema de navegação e entretenimento. O valor adicional cobrado pela tração 4Motion na Alemanha é de 1.800 euros (R$ 4.926). Novo Golf no Brasil Na semana passada, a Volkswagen confirmou que o Novo Golf 7 será produzido no México. A intenção da marca alemã é abastecer os mercados das Américas com a produção mexicana, obviamente incluindo o Brasil. As primeiras unidades mexicanas devem chegar somente no começo de 2014. Veja também:

Seja parte de algo grande