Fiat retorna à Coréia do Sul após 16 anos - Fiat 500 é o carro chefe

Depois de dezesseis anos, a gigante italiana Fiat retorna à Coréia do Sul. Para a tarefa de desbravar o mercado coreano, a Fiat vai lançar o compacto Fiat 500 e o SUV Freemont. Conquistar a Coréia não vai ser tarefa fácil, pois o mercado é dominado pelas marcas locais Hyundai e Kia, além da divisão coreana da GM e da SSangyong. Depois das investidas das marcas japonesas, a Fiat chega ao mercado oferecendo o Fiat 500 nas versões Pop, Lounge e 500C, além do SUV Freemont.
Fiat retorna à Coréia do Sul após 16 anos - Fiat 500 é o carro chefe
Devido à crise na Europa, a marca italiana avança para outros mercados, em especial o asiático, onde recentemente lançou o Viaggio na China que teve um inicio de vendas muito bom, com 11.000 unidades nos três primeiros meses. A Fiat esteve presente na Coréia até 1997, quando eclodiu a crise financeira asiática que levou a Kia (sua parceira na época) à ruína.
Fiat retorna à Coréia do Sul após 16 anos - Fiat 500 é o carro chefe
O Fiat 500 custa a partir de 26.9 milhões de won (R$ 54.900) e o Freemont sai por 49.9 milhões de won (R$ 91.600). Fonte: KoreaTimes

Seja parte de algo grande