Ferrari planeja vender menos para manter status de exclusividade

Com o recorde de 7.318 veículos vendidos durante todo o ano passado, a Ferrari está se tornando uma marca cada vez menos exclusiva. CEO da empresa, Luca di Montezemolo confessou estar preocupado preocupado com essa popularização e ordenou que o ritmo de produção fosse reduzido neste ano. A expectativa agora comercializar 7.000 unidades. "O nosso crescimento nos últimos anos tem sido impulsionado pelos mercados emergentes. O nosso objetivo agora é apontar para a exclusividade. Vamos fabricar menos, preservar o fluxo de carros para o mercado e proteger os mercados de segunda mão", afirmou Montezemolo.
Ferrari planeja vender menos para manter status de exclusividade
Para compensar a redução na produção, porém, a marca manterá as contas no azul elevando as margens de lucro sobre cada carro vendido. A meta neste ano passará dos 14,4% aplicados em 2012 para 15%. Além disso, novas opções de personalização serão oferecidas para que os compradores acrescentem mais valor ao preço final do carro.

Seja parte de algo grande