Volta rápida (sem emissões): dirigimos os elétricos Renault Twizy, Fluence Z.E. e Zoe

Volta rápida (sem emissões): dirigimos os elétricos Renault Twizy, Fluence Z.E. e Zoe
CARPLACE esteve presente ao Seminário de Eficiência Energética, promovido pela Renault na última quinta-feira, (29 de agosto), em Porto Alegre (RS). Nele, a marca anunciou a venda dos primeiros carros elétricos no Brasil e ressaltou a importância dos automóveis movidos por energias alternativas, além de trazer todos os modelos de sua gama elétrica. Os primeiros veículos da linha Renault Z.E. – Zero Emissão - foram adquiridos pela CPFL Energia. A venda dos modelos ZOE, Fluence Z.E. e Kangoo Z.E. faz parte do Programa de Mobilidade Elétrica, coordenado pela própria CPFL em parceria com a Renault. O objetivo é abordar soluções de mobilidade urbana por meio da criação de um laboratório real com o apoio de entidades privadas e públicas.
Volta rápida (sem emissões): dirigimos os elétricos Renault Twizy, Fluence Z.E. e Zoe
Fruto de investimentos de R$ 6,5 milhões, o projeto conta com a aquisição de seis modelos elétricos pela CPFL, e terá como base o município de Campinas (SP). Por lá estão previstos a instalação de 100 pontos de recarga e adequação da infra-estrutura necessária ao uso dos carros elétricos, para os próximos anos. De acordo com a companhia, os custos para rodar com os Renault elétricos serão de R$ 7 por 200 km, aproximadamente. A CPFL não teve nenhum tipo de incentivo tributário nesse processo de importação dos modelos. De acordo com Antonio Calcagnotto, diretor de relações institucionais e governamentais da Renault-Nissan, o Zoe é vendido na Europa por cerca de 21 mil euros (R$ 66.300), sem contar o custo da bateria. Já o pequeno Twizy é tabelado a 7,8 mil euros (R$ 24,7 mil). Com a tributação atual e demais custos, no Brasil, o Zoe custaria algo em torno de R$ 215 mil e o Twizy, R$ 60 mil - valores que poderiam cair para R$ 90 mil e R$ 30 mil respectivamente, sem o IPI.
Volta rápida (sem emissões): dirigimos os elétricos Renault Twizy, Fluence Z.E. e Zoe
Sem combustível, e sem ruído O test-drive foi rápido e numa pista fechada, mas suficiente para conferir as primeiras impressões dos modernos e "silenciosos" carros elétricos. Seguindo as orientações de Antonio Calcagnotto, começamos pelo modelo menor, o Twizy. Pequenino e com capacidade para apenas duas pessoas (uma atrás da outra), ele é muito prático e divertido de dirigir. Devido ao seu tamanho diminuto, as respostas da direção e freios são imediatas. Ele é o veículo elétrico mais compacto disponível no mercado europeu, e está equipado com um motor que gera 20 cv (15 kW) e 7,14 kgfm de torque. Por lá, o Twizy é muito utilizado para pequenas entregas urbanas e uso em espaços fechados, como empresas e fábricas.
Volta rápida (sem emissões): dirigimos os elétricos Renault Twizy, Fluence Z.E. e Zoe
Logo em seguida foi a vez de testar o Fluence ZE. A versão elétrica do sedã apresenta um comportamento dinâmico muito bom, com destaque para a potência disponível de imediato, graças ao torque linear do motor elétrico. Nas arrancadas e frenagens ele passa muita segurança. Ao pisar fundo no acelerador, ouve-se apenas um assobio bem discreto e o carro ganha velocidade de forma progressiva. O motor possui 95 cv (70 kW) e 23,06 kgfm de torque, com autonomia de até 160 km. O último foi o Zoe. O modelo mais novo da gama conta com a vantagem de ter sido projetado desde o inicio para ser um carro elétrico. As sensações são parecidas com o do Fluence ZE, porém, ele tem rodar ainda mais refinado e transmite mais modernidade com seu visual arrojado e equilibrado. O interior, também de aspecto futurista, conta com indicações de consumo no painel: verde (condução ecológica), azul (condução neutra) e violeta (condução mais esportiva). O principal destaque é a ampla autonomia de 210 km - bastante para um elétrico. O motor entrega 88 cv e 22,4 kgfm de torque, permitindo acelerar de 0 a 100 km/h em 13 segundos.
Volta rápida (sem emissões): dirigimos os elétricos Renault Twizy, Fluence Z.E. e Zoe
Também estava disponível o Renault Kangoo Z.E., o primeiro furgão 100% elétrico e com zero emissão de CO2 disponível no mercado europeu. A versão mantém as mesmas qualidades funcionais do Kangoo com motor de combustão interna, e idêntico volume de carga (650 kg). O modelo é equipado com motor de 95 cv (70 kW) e 23,06 kgfm. A Renault é líder na Europa em vendas de veículos elétricos, com 61% de participação de mercado e aproximadamente 30 mil unidades vendidas desde 2011. Quem sabe não seja a hora de expandir esse segmento "eletrizante" para o Brasil? Por Júlio Cesar, de Porto Alegre (RS) Viagem a convite da Renault

Seja parte de algo grande