Genebra: Audi A3 g-tron é Sportback movido a gás

Genebra: Audi A3 g-tron é Sportback movido a gás
Em busca de melhor consumo e níveis de emissões de poluentes cada vez mais baixos, a Audi mostrará uma nova alternativa bicombustível no Salão de Genebra: o A3 g-tron. Trata-se de um versão equipada com motor 1.4 TFSI movido a gás natural e gasolina.
Genebra: Audi A3 g-tron é Sportback movido a gás
Para não roubar muito espaço, os tanques são instalados sob o assoalho do porta-malas e pode comportar 7 kg de gás, a uma pressão máxima de 200 bar. Com base no conceito Ultra, cada tanque pesa 27 kg a menos do que os convencionais. Quando a pressão nos tanques de gás baixar dos 10 bar, a propulsão do A3 Sportback g-tron se converte automaticamente para gasolina. De acordo com a Audi, os números de potência do motor 1.4 TFSI são idênticos, independente do combustível usado: 110 cv e 20,39 kgfm torque. Estes dados permitem ao A3 Sportback g-tron acelerar de 0 a 100 km/h em 11 segundos e alcançar velocidade máxima de 190 km/h.
Genebra: Audi A3 g-tron é Sportback movido a gás
Com os dois combustíveis, a autonomia informada é de 900 km, sendo 400 km utilizando somente gás. Dois indicadores no quadro de instrumentos mostram ao motorista os níveis de gasolina e gás restante nos tanques. Gás natural é feito pela Audi O gás que abastecerá o modelo não será vendido em qualquer esquina. O chamado Audi e-gas, será produzido na instalação Power-to-Gas, em Werlte, Alemanha, pela própria montadora. A previsão da Audi é que os donos do Audi A3 Sportback g-tron adquiram as quantidades de e-gas assim como se reabastece modelos elétricos, com estações espalhadas pelos grandes centros urbanos.

Seja parte de algo grande