Salão de Buenos Aires: Citroën C4 Aircross cairia como uma luva no Brasil, mas...

Entro no estande da Citroën no Salão de Buenos Aires e, após conferir o C4 Lounge, olho para o lado e um SUV muito interessante me chama a atenção. Estou falando do C4 Aircross, um utilitário esportivo produzido sobre a mesma plataforma do Mitsubishi ASX.
Salão de Buenos Aires: Citroën C4 Aircross cairia como uma luva no Brasil, mas...
É um carro que cairia como uma luva no Brasil, diz um representante da marca ao ver meu interesse. Percebam que foi utilizado o verbo "cairia", e não "cairá". A explicação desta vez, até lamentada pela assessoria, não são os impostos, mas a falta de volume de produção para atender o Brasil.
Salão de Buenos Aires: Citroën C4 Aircross cairia como uma luva no Brasil, mas...
"O mercado argentino é menor, é mais fácil atender", completa. O modelo, produzido através de uma joint-venture com a Mitsubishi no Japão, chega na Argentina até o fim deste ano em versões 4x2 e 4x4, sempre com o motor 2.0 a gasolina que entrega 150 cv de potência e tem torque de 20,19 kgfm.
Salão de Buenos Aires: Citroën C4 Aircross cairia como uma luva no Brasil, mas...
O nível de segurança também é destaque, dispondo de itens como faróis xênon, freios ABS com EBD e assistência de frenagem de urgência (AFU), controles de estabilidade e de tração, airbags frontais, laterais, de cortina e para joelho do motorista além de fixação Isofix para cadeiras infantis. E, depois dessa descrição, reitero o que o representante da marca disse: é um modelo que realmente cairia como uma luva no Brasil. Pena que, enquanto for produzido no Japão, as chances são remotas dele aparecer por aqui.

Seja parte de algo grande