Europa não será prioridade para divisão de luxo da Renault

Anunciada no ano passado, a Initiale Paris, recém-criada divisão de luxo da Renault, não terá o mercado europeu como prioridade, pelo menos num primeiro momento. De acordo com o português Carlos Tavares, um dos executivos da área operacional da gigante francesa, o plano de lançamento da marca premium tem como foco o mercado asiático, principalmente China e Coreia do Sul, e até mesmo a América Latina.
Europa não será prioridade para divisão de luxo da Renault
O processo de chegada da Initiale Paris à Europa, segundo Tavares, será gradual, especialmente por conta da crise econômica que assola a zona do euro. "A estratégia é lançar a marca no mercado europeu paulatinamente em versões topo de linha de modelos como o Clio e a Espace", revela. “Planejamos começar com algo similar ao que a Citroën faz com a linha DS e que, eventualmente, evoluirá para algo como o que a Nissan tem na Infiniti”, finaliza o executivo. Nas fotos o conceito Initiale Paris, apresentado no Salão de Genebra de 1995.

Seja parte de algo grande