Toyota Corolla é amado no Afeganistão e responde por 80% da frota

Alguns entusiastas de carros podem até achar o Toyota Corolla um carro sem sal e que não provoca emoções ao dirigir, mas o fato é que nenhum outro carro domina a paisagem do Afeganistão como este sedã japonês. Barato, robusto e confiável: a cultura de consumo pode ser relativamente nova no Afeganistão, mas quando se trata de carros, ele é um favorito local. Em um país onde até mesmo as estradas pavimentadas nas partes mais elegantes da capital estão cheias de buracos, o resistente carro japonês é a preferência de quase todos, mesmo os mais ricos.
Toyota Corolla é amado no Afeganistão e responde por 80% da frota
De acordo com os motoristas afegãos, o Corolla "aguenta o tranco", exige pouca manutenção e tem peças de reposição disponíveis em todos os lugares. O resultado disso é que, por lá, os proprietários idolatram seus Corolla. Eles colocam adesivos nos vidros traseiros do tipo "Beautiful Corolla" (Belo Corolla), "Super Saloon Corolla" (Super Sedã Corolla) e "Corolla I love you" (Corolla, eu te amo). O chefe do departamento de trânsito de Cabul, o general Asadullah Khan, diz que os sedãs japoneses respondem por 80% dos 700 mil veículos em circulação pelas ruas congestionadas da cidade - onde 500 a 600 veículos novos ou usados ​​são registrados a cada dia. "O Corolla é o carro do povo. Ele economiza gasolina", disse ele.
Toyota Corolla é amado no Afeganistão e responde por 80% da frota
Mas sua onipresença também o faz com que ele seja escolhido como carro-bomba pelos membros do Taliban, que os enchem com explosivos e muitas vezes passam despercebidos pelos postos de vigilância. Apesar de ser mais barato do que a maioria dos carros disponíveis, o Corolla ainda não é uma barganha devido aos altos impostos, já que um modelo um ano de uso e de baixa quilometragem sai por US$ 26.000 (R$ 56.900). Fonte: The Hindustan Times

Seja parte de algo grande

Toyota Corolla é amado no Afeganistão e responde por 80% da frota

Foto de: Julio Cesar