Cesvi: 40% dos nacionais saem de fábrica sem ABS

A partir de 2014, todos os carros deverão sair de fábrica com freios ABS. Enquanto a data limite não chega, montadoras - algumas com projetos novos e carros recém-lançados -, se apoiam na desinformação do consumidor e continuam oferecendo carros sem o equipamento de segurança. De acordo com estudo feito pelo Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária), 40% dos carros fabricados no Brasil saem de fábrica sem o ABS. E o estudo não considerou apenas as principais fabricantes: entrou todo mundo no bolo. Foram considerados veículos de 45 montadoras, sendo 319 modelos em mais de 920 versões. Quando a análise é direcionada aos carros importados, a situação é diferente: 91% possuem o ABS. Outro dado positivo em relação aos carros estrangeiros é a presença do controle de estabilidade (ESP) em 70% deles. Na maior fatia do mercado brasileiro (57%), as dos hatches compactos, apenas 54% das versões possuem o ABS de série. Dentre as 122 versões dos 26 modelos pesquisados neste segmento, mais de um quarto (27%) não possui o item disponível nem como opcional. E o ESP? Nenhum deles. Entre os sedans compactos, 54% dos veículos possuem o ABS de série. Mas, assim como nos hatchs, o número de versões sem o equipamento nem como opcional ainda é alto: 22%. O ESP também segue a tendência e continua de fora dos pacotes. Já com os sedãs médios, segmento que representa 8,5% dos carros de passeio, a coisa é bem diferente. Quase todas as versões (99%) possuem ABS de série e não há nenhum carro sem o item pelo menos como opcional. O ESP, neste segmento, está presente em 66 versões dos 21 modelos pesquisados. O Cesvi também fez um comparativo entre os carros que circulam no Brasil e na Argentina e organizou os índices por categoria. Entre as quatro grandes montadoras nacionais, a GM aparece em 1º lugar, com 84% de suas versões equipadas de série com ABS, seguida pela Fiat e VW (73%) e Ford (65%). Fonte: Cesvi

Seja parte de algo grande