Anfavea apresenta propostas para híbridos e elétricos ao governo

A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores),  por meio do presidente Luiz Moan Yabiku Junior, entregou na sexta-feira (5) ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, uma série de propostas de consenso da indústria automotiva que visam o incentivo à produção e comercialização de veículos elétricos e híbridos no Brasil.
Anfavea apresenta propostas para híbridos e elétricos ao governo
Composto por duas fases, o plano que reúne as propostas visa num primeiro momento uma mudança na política de tributação para facilitar a importação de híbridos e elétricos, e estabelecer as novas tecnologias no mercado. Posteriormente, em uma segunda fase, o intuito é incentivar a produção local com desenvolvimento de engenharia e fornecedores e localização progressiva de componentes.
Anfavea apresenta propostas para híbridos e elétricos ao governo

Detalhes sobre cada proposta ainda são desconhecidos, mas informações divulgadas pelo jornal O Estado de S. Paulo adiantam que inicialmente se prevê uma cota de importação de 500 veículos híbridos e elétricos ainda este ano com IPI zerado, aumentando-se gradativamente essa quantidade para o teto de 2.400 unidades até 2017. Essa cota, vale lembrar, seria adicional à já estabelecida pelo Inovar-Auto. Pleiteia-se ainda isenção de imposto de importação para as peças de reposição.

Seja parte de algo grande

Anfavea apresenta propostas para híbridos e elétricos ao governo

Foto de: Dyogo Fagundes