Por tensão militar, GM cogita transferir produção da Coreia do Sul

Em virtude das tensões com a Coreia do Norte, Dan Akerson, CEO da General Mortors, disse que a montadora está trabalhando em planos de backup e contingência para suas operações na Coreia do Sul. "Estamos fazendo planos de contingência para a segurança de nossos funcionários com o melhor que podemos", disse Akerson em uma entrevista na CNBC nesta quinta-feira (4). Considerando um cenário no qual a situação dos dois países piorem, o CEO indicou que poderá deslocar temporariamente a produção da Coreia do Sul para outros países. O problema é que essa é uma decisão que pode ser implementada rapidamente.
Por tensão militar, GM cogita transferir produção da Coreia do Sul
A GM tem cinco fábricas na Coreia do Sul, onde produz 145 mil veículos para o mercado interno e 1,3 milhão para exportação. Modelos como o Buick Encore e Chevrolet Spark, produzidos lá, são exportados para a América do Norte. O país também exportou para o Brasil os modelos Sonic (agora vindo do México) e Cruze (formato CKD). A Coreia do Norte intensificou as ameaças contra os Estados Unidos, autorizando seus militares a conduzir um ataque, inclusive com o uso de armamento nuclear. Também transportou um míssil para sua costa oriental, possivelmente para treinamento e teste de disparo, marcando uma nova escalada sobre o programa de armas nucleares.

Seja parte de algo grande