Capital do carro nos EUA, Detroit se afunda em crise e pede falência

Berço da indústria automobilística dos Estados Unidos, Detroit sucumbiu à crise e anunciou pedido de falência nesta quinta-feira (18). Considerada a maior quebra de um município na história do país, a dívida da cidade chega a aproximadamente 20 bilhões de dólares (cerca de R$ 46 bilhões). O interventor Kevyn Orr, nomeado para o cargo em março, declarou que planeja apelar para o capítulo 9 da lei de falências dos EUA (aplicado apenas a municípios) para proteger a cidade contra seus credores até a negociação de um plano para quitação dos débitos.
Capital do carro nos EUA, Detroit se afunda em crise e pede falência
Considerada a capital do carro nos Estados Unidos, Detroit foi fundada há mais de 300 anos e cresceu graças ao "boom" da indústria automotiva na primeira metade do século 20. Em seu auge, na década de 1950, chegou a ser a quarta maior cidade norte-americana com uma população de 1,8 milhão de habitantes - número que hoje não passa de 700 mil.
Capital do carro nos EUA, Detroit se afunda em crise e pede falência
A decadência financeira da cidade tem origem na migração das fábricas para cidades vizinhas e posteriormente para outros estados, fato que diminuiu assustadoramente a arrecadação de impostos. A classe média acompanhou a saída da indústria e muitos bairros até hoje encontram-se abandonados. Detroit sofre ainda com casos de corrupção, queda na qualidade dos serviços públicos e crescentes índices de violência.

Seja parte de algo grande