Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina

Logo que o Onix automático chegou em nossa redação já o escalei para uma viagem. O destino foi a cidade de Guararema, região do Vale do Paraíba, interior de São Paulo, onde aconteceu a apresentação do novo Nissan Altima. Eram oito da manhã e já estávamos a caminho, num dia de trânsito pacato em São Paulo, coisa rara.
Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina
Após poucos minutos ao volante, começo a relembrar as qualidades do mais importante lançamento da Chevrolet nos últimos anos. A nova plataforma transmite a sensação de que o Onix realmente é um carro moderno, firme e com bom acerto de suspensão. Quando se dirige, a comparação com o antecessor Corsa só pode ser feita no sentido evolutivo, com o Onix num degrau acima, obviamente. Coloco um som bacana no MyLink e sigo a caminho da Rodovia Ayrton Senna.
Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina
Naquela manhã, a temperatura estava amena e, por isso, dispensei o uso do ar-condicionado. Gosto do funcionamento do câmbio automático, com trocas de marchas suaves. Por ter motor 1.4, esperava desempenho mais modesto do Onix com o novo câmbio, porém, o hatch chega fácil à velocidade limite da estrada, 120 km/h, permanecendo a rotação ligeiramente superior a 3.000 rpm em sexta marcha. Em ultrapassagens e retomadas ele também manda bem, com precisão nas reduções (que também podem ser feitas pelos botões na alavanca).
Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina
Uma hora e cerca de 100 quilômetros depois, chego ao destino com uma surpresa: o computador de bordo indicou bons 14,3 km/litro. Lembrando que o carro estava abastecido com gasolina, viajei numa rodovia excelente e sempre sozinho. Com ar-condicionado a história é outra
Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina
O retorno se deu pelo mesmo trajeto, com um diferencial: calor. Não teve jeito, tive que ligar o ar-condicionado. E logo nos primeiros momentos percebi uma diferença considerável em relação à parte da manhã. Quando o equipamento ligado, o motor 1.4 sofre mais para entregar potência, deixando todos os movimentos mais lentos. Entro na rodovia e a impressão é comprovada ao exigir mais do acelerador. O Onix 1.4 com ar ligado precisa de mais tempo para embalar e exige atenção nas retomadas e ultrapassagens. Pensei que por forçar mais, o consumo despencaria muito. Mas não foi o que aconteceu, pois quando cheguei na cidade, computador de bordo indicava média de 12,3 km/litro.
Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina
A partir daí não teve jeito, pois voltamos ao trânsito de São Paulo. Anda, para. Anda, para. Nesta situação, o câmbio automático passa a mostrar o seu valor. Mas e o consumo, será que complica? Pois o resultado continuou interessante: 10,2 km/litro.
Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina
Terminei a viagem satisfeito, mas imaginando como um motor de 16 válvulas, possivelmente o Ecotec 1.6 de 120 cv do Sonic, faria bem ao Onix. Nesta primeira semana de estada do modelo na redação também fizemos as primeiras medições de desempenho usando gasolina: com aceleração de 0 a 100 km/h em 13,6 s e retomada de 40 a 100 km/h em 10,4 s (veja teste completo na tabela abaixo), o hatch ficou muito próximo do irmão Prisma equipado com o mesmo conjunto de motor e câmbio, mas testado com etanol. Pois logo vamos medir o Onix com álcool e aproveitar para conferir, nos números de teste, o quanto ar-condicionado realmente rouba de performance. Fique ligado!
Garagem CARPLACE #2: medições de desempenho e consumo do Onix automático com gasolina
Texto e fotos Fábio Trindade Ficha técnica – Chevrolet Onix LTZ automático Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 8 válvulas, 1.389 cm3, comando simples, flex; Potência: 98/106 cv a 6.000 rpm; Torque: 12,9/13,9 kgfm a 4.800 rpm; Transmissão: câmbio automático de seis marchas, tração dianteira; Direção: hidráulica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos sólidos na dianteira e tambores na traseira, com ABS; Peso: 1.067 kg; Capacidades: porta-malas 280 litros, tanque 54 litros; Dimensões: comprimento 3.930 mm, largura 1.705 mm, altura 1.484 mm, entreeixos 2.528 mm Medições CARPLACE Aceleração 0 a 60 km/h: 5,7 s 0 a 80 km/h: 9,0 s 0 a 100 km/h: 13,6 s Retomada 40 a 100 km/h em Drive: 10,4 s 80 a 120 km/h em Drive: 11,6 s Frenagem 100 km/h a 0: 43,2 m 80 km/h a 0: 27,0 m 60 km/h a 0: 15,0 m Consumo Ciclo cidade: 10,2 km/l Ciclo estrada: 14,3 km/l Números do fabricante Aceleração 0 a 100 km/h: N/D Consumo cidade: N/D Consumo estrada: N/D Velocidade máxima: N/D

Seja parte de algo grande