EUA: Dart terá versão evoluída do motor do Freemont; agora vem?

Ele tem jeitão de cupê, nome famoso e era uma das grandes apostas da união entre Fiat e Chrysler nos EUA. Entretanto, o sedã Dodge Dart patinou nos meses após seu lançamento no mercado norte-americano, que ocorreu no meio de 2012. Aos poucos ele se recupera no certame ianque e a próxima cartada das fabricantes será oferecer o carro com um motor 2.4 de 184 cavalos, a partir da primavera por lá, ou seja, ainda no primeiro semestre de 2013. Esse motor não é totalmente desconhecido de nós, brasileiros. Sim, trata-se de uma evolução do propulsor que equipa o SUV Fiat Freemont, modelo gêmeo do Dodge Journey e a primeira incursão da montadora italiana nesse segmento de utilitários. No Dart, porém, ele terá comando de válvulas variáveis e outras tecnologias mais modernas do que as vistas no propulsor de 172 cavalos usado no SUV. A base similar pode ser um indicativo de que o carro estaria a caminho do Brasil. Certo? Bem, talvez.
EUA: Dart terá versão evoluída do motor do Freemont; agora vem?
Verdade é que executivos da Fiat mantém sigilo total sobre essa possível chegada. Perguntados sobre o tema durante um evento na Suécia para conhecer o centro de testes da fabricante, eles foram evasivos. Não seria um exercício muito extremo de futurologia supor que, se o carro realmente vier - e há potencial para tal, visto que ele entraria em um segmento dos mais concorridos por aqui, o de sedãs médios -, seria essa a configuração escolhida. Caso isso se confirme, a adoção desse motor em termos práticos seria um pró e um contra. A favor, há o fato de que os componentes mecânicos seriam partilhados. Entretanto, o tamanho do motor somado ao fato de que o carro é produzido na fábrica de Belvidere, no estado norte-americado de Illinois, poderia tornar a conta salgada para os consumidores e diminuir a competitividade do produto.
EUA: Dart terá versão evoluída do motor do Freemont; agora vem?
Ponderações do tipo provavelmente são as responsáveis por tamanho mistério ao redor da vinda do modelo ao Brasil. Isso ao menos até a Fiat inaugurar sua fábrica em Goiana (PE), em 2014, o que poderia ser um passo e tanto para que o Dart ganhasse cidadania brasileira. A ver.

Seja parte de algo grande