São Paulo é a segunda cidade mais cara do mundo para se ter um carro

Quanto custa efetivamente ter um carro? Não falamos somente de comprar um veículo, mas sim de mantê-lo, pagando não apenas os custos de rodagem (na forma de gasolina e pedágios), como também a sua manutenção e os impostos (IPVA, DPVAT etc). A revista inglesa The Economist fez esse levantamento e, para variar quando o assunto é custo do automóvel, não há boas notícias para os brasileiros. Em especial para os moradores da maior cidade do país. No quesito "cidades mais caras para se ter um carro", São Paulo está atrás somente de Xangai, na China. A pesquisa foi feita entre 2010 e 2012 e os carros usados eram modelos de marcas presentes em todos os mercados pesquisados, como Audi e Mercedes, com motorização entre 1,8 e 2,5 litros. A tabela utiliza a chamada Paridade de Poder de Compra (PPP, do inglês, Purchasing-power Parity), um conceito econômico que visa equilibrar as cotações das moedas de cada país de acordo com o seu poder de compra.  Ele mede quanto é que uma determinada moeda pode comprar em termos internacionais - normalmente a base é o dólar -, já que bens e serviços têm diferentes preços de um país para outro, ou seja, relaciona o poder aquisitivo de tal pessoa com o custo de vida do local, se ele consegue comprar tudo que necessita com seu salário. Com isso, fica possível esse tipo de comparação. A cidade de São Paulo, além de ocupar a segunda posição, foi a terceira que mais teve aumento no custo de aquisição e manutenção de um carro entre o período avaliado anteriormente (entre 2005 e 2007) e o da pesquisa mais recente. O valor gasto subiu 23,9%, contra 45,9% de Nova Déli (Índia) e 51,3% de Roma (Itália). Xangai, por sua vez, teve queda de 16,3% desse valor no período. Em todas as cidades pesquisadas o custo maior é o da compra do carro. Entretanto, utilizando a unidade PPP, o cidadão de São Paulo paga no valor dos carros utilizados para a pesquisa mais do que o dobro do que o morador de cidades como Berlim, Amsterdã, Londres, Nova Iorque e Tóquio pagariam. Confira abaixo a tabela completa.
São Paulo é a segunda cidade mais cara do mundo para se ter um carro

Seja parte de algo grande