Garagem CARPLACE 5#: 1.200 km de viagem e consumo do 208 com gasolina

Quem acompanha o Garagem CARPLACE sabe que estamos com a versão intermediária do 208, a Allure equipada com o motor 1.5 flex de 93 cv (E) e 89 cv (G). O fato é que, mesmo não sendo a versão top, o hatch não deixa nada a desejar. Ele não guarda praticamente nenhuma semelhança com o antigo 206 ou até mesmo com o repaginado 207. O padrão de acabamento e as tecnologias presentes no 208 surpreendem quando comparamos o veículo com suas gerações passadas.
Garagem CARPLACE 5#: 1.200 km de viagem e consumo do 208 com gasolina
O modo de direção do 208 é inovador. Como já falaram aqui, o volante é bem pequeno e nós motoristas vemos o velocímetro por cima dele - não por dentro do aro como de costume. Nos primeiros dez minutos o motorista se sente rejeitado pelo próprio veículo, mas depois disso se acostuma e é só diversão. "Pilotar" o 208 é bem divertido, ele conta com suspensões bem acertadas e uma direção precisa. Diante deste "convite", caí na estrada com hatch.
Garagem CARPLACE 5#: 1.200 km de viagem e consumo do 208 com gasolina
De volta à terra natal Saí com o 208 de São Paulo com destino a cidade de Resende (RJ), acompanhado da família. Meu sobrinho ficou alucinado quando viu o carro: logo lembrou do modelo no comercial da "Corrida Maluca" e, ao entrar, gostou mais ainda por causa do teto de vidro - diversão garantida para a criançada. Durante o trajeto o Peugeot se comportou muito bem nas retomadas, ultrapassagens e também no consumo. Depois de aproximadamente 280 km de viagem, fiz uma parada para registrar a média: ótimos 16,9 km/l com gasolina - lembrando que a média rodoviária com etanol havia sido de 11,7 km/l.
Garagem CARPLACE 5#: 1.200 km de viagem e consumo do 208 com gasolina
No dia seguinte, saí para dar uma volta com o 208 em algumas ruas de paralelepípedos que a engenharia da Peugeot utiliza para fazer testes em seus protótipos, ali nas cercanias da fábrica de Porto Real. O 208 tem baixo ruído interno e ótima reação da suspensão diante do solo irregular. Neste trajeto o consumo médio foi de 14,3 km/l, também com gasolina.
Garagem CARPLACE 5#: 1.200 km de viagem e consumo do 208 com gasolina
Não resisti e fui até a fábrica da PSA, onde o 208 é produzido desde fevereiro deste ano. Claro, não podia deixar de levar o pequeno Peugeot para visitar sua terra Natal. Vale lembrar que, para a produzir o modelo em solo nacional, a marca precisou investir cerca de R$ 800 milhões desde o desenvolvimento do carro até mudanças na linha de produção. Durante o trajeto de volta, com o sol da manhã na cabeça, pude notar que o teto panorâmico interfere na temperatura interna do carro. Não chega a queimar a pele, mas aumenta consideravelmente a sensação térmica e exige mais do ar-condicionado.
Garagem CARPLACE 5#: 1.200 km de viagem e consumo do 208 com gasolina
Ao fim de mais de 1.200 km entre estrada e alguns trechos urbanos, levo apenas boas impressões do 208. Texto e fotos Diogo Dias

Seja parte de algo grande