Peugeot-Citroën apresenta o inovador sistema Hybrid Air no Brasil

A PSA Peugeot-Citroën apresentou para a imprensa brasileira, nesta sexta-feira (18), a inovadora tecnologia Hybrid Air. A montadora não poderia escolher melhor lugar do que seu novo prédio que abriga as áreas de design e desenvolvimento do grupo na América Latina, localizado em São Paulo (SP). Na ocasião estavam presentes o Chefe do Projeto Mundial Hybrid Air, Karim Mokaddem, o Presidente da Bosh na América Latina, Besaliel Botelho, e o Diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Design América Latina da PSA, François Sigot. Todos participam efetivamente desde o inicio do projeto.
Peugeot-Citroën apresenta o inovador sistema Hybrid Air no Brasil
Para demonstrar o funcionamento do sistema Hybrid Air, a PSA trouxe para o Brasil uma das duas maquetes existentes no mundo (em tamanho real). O protótipo é equipado com motor 1.2 VTi três cilindros a gasolina, capaz de render 82 cv. Além do motor a combustão, o sistema possui um conjunto de bombas pneumáticas e um cilindro de nitrogênio que rendem 40 cv extras - ao contrário dos híbridos elétricos com bateria, o sistema Hybrid Air não diminui o espaço interno ou a capacidade do porta-malas. O conjunto está associado a um câmbio automático adaptado exclusivamente para o modelo, cujos detalhes foram mantidos em sigilo.
Peugeot-Citroën apresenta o inovador sistema Hybrid Air no Brasil
A tecnologia tem custo de produção baixo: quando comparada com os carros híbridos elétricos, chega a ser 55% mais barata. Além disso, o veículo polui e consume menos. Segundo os estudos realizados em protótipos, o respectivo modelo alcançou 34 km/l e liberou apenas 72 g/km de CO2. A PSA diz ainda que as emissões podem ser facilmente reduzidas para 69 g/km antes da produção definitiva.
Peugeot-Citroën apresenta o inovador sistema Hybrid Air no Brasil
Equipado com sistema Start-Stop, o protótipo Hybrid Air usa somente a força do ar comprimido na partida e para mover o carro até 70 km/h, porém, o motor a gasolina pode entrar em ação se o cilindro se esvaziar. De qualquer forma, o reservatório volta a ser pressurizado nas frenagens e desacelerações, no máximo em 10 segundos. O sistema Hybrid Air conta com três modos condução:
  • Ar: o modo fica ativo até o veículo atingir 70 km/h e funciona somente com a energia armazenada durante a frenagem e desaceleração, sendo liberada pelo cilindro de nitrogênio, fazendo com que o veículo não emita uma única grama de CO2 e que reduza em mais de 45% o seu consumo;
  • Gasolina: neste modo o veículo é movido apenas pelo motor a combustão, sendo utilizado somente em estradas e rodovias. Este motor é 21 kg mais leve que sua antiga geração e seu atrito é 30% menor, além de possuir uma melhor eficiência térmica.
  • Combinado: é justamente aqui que entra o modo híbrido, onde o motor a combustão e o sistema hidráulico atuam de forma conjunta, somando 122 cv. O veículo ativa este modo somente em situações como arrancadas e acelerações em aclives.
Peugeot-Citroën apresenta o inovador sistema Hybrid Air no Brasil
A PSA já está testando o Hybrid Air em unidades do C3, 208 e do novo SUV 2008. A marca tem como objetivo instalar a tecnologia somente em veículos dos nichos "B" e "C", tornando-a acessível. De acordo com a marca, os primeiros modelos equipados com o Hybrid Air serão lançados até o fim de 2016 com valores entre 15 mil (R$ 45 mil) e 30 mil euros (R$ 90 mil). De acordo com a engenharia da marca, a tecnologia seria uma boa saída para o Inovar-Auto, ou seja, por volta de 2018 os primeiros veículos com o sistema Hybrid Air podem ser lançados e inclusive produzidos no Brasil - desde que o governo conceda os incentivos necessários.
Peugeot-Citroën apresenta o inovador sistema Hybrid Air no Brasil
Reportagem e fotos: Diogo Dias/Divulgação

Seja parte de algo grande