Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol

Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
O lançamento do novo Kia Picanto no Brasil marcou a estreia do motor 1.0 de três cilindros por aqui. Na época, muitas pessoas desdenharam da aposta da marca coreana. Mas não era aposta, era tendência. Tempos depois chegou o Hyundai HB20 com o mesmo propulsor, mas poucos até hoje sabem que ele também é tricilíndrico. Agora, de forma irrefutável, VW o up! chega ao mercado para ser um carro de volume elevado equipado somente com esta opção de propulsor. É o futuro?
Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
Não, motores de três cilindros não são o futuro, são o presente. Com um cilindro a menos, você diminui peso, atrito e componentes. E, com uso de tecnologias como cabeçote multiválvulas e comando variável, ganha rendimento. Em resumo, você melhora consumo e emissões, sem perder desempenho. Uma prévia do novo motor 1.0 EA211 já havia sido dada pelo Fox Bluemotion, com números de consumo surpreendentes e desempenho plenamente satisfatório para um 1.0.
Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
Às vezes vejo um comentário dizendo que este motor é fraco. Balela. Isso é apenas a herança da utilização dos motores de 8 válvulas, com torque sempre "pronto" em baixas rotações. Mas, e o consumo? E velocidades mais altas? E o ruído? Após entender como interagir com esses novos motores, seja de 12 ou 16 válvulas, será possível entender essa diferença. Uma volta no quarteirão da concessionária, um típico test-drive, não é suficiente para entender isso. O up! que está no Garagem CARPLACE mostra cada vez mais os benefícios do tricilíndrico.
Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
Outros comentários chegam a ironizar o fato de elogiarmos o bom desempenho do up!. É um motor perfeito, fantástico? Não, mas é um motor moderno, em sintonia com a Europa, e que trabalha em conjunto com uma excelente caixa de câmbio manual. Aliado a isso está um projeto novo, global, que mirou baixo consumo, segurança e dirigibilidade.
Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
Nesta semana usei o up! abastecido somente com etanol. Na prática é bem notável o desempenho superior com o combustível vegetal, como mostra a aceleração de 0 a 100 km/h - que baixou de 15,2 s com gasolina para 14,8 s com o combustível vegetal. O compacto é muito ágil nas arrancadas e ganha velocidade sem esforço. Quem tem um estilo mais conservador de condução, aquele cara que gosta de jogar as marchas rapidamente a 2.000 rpm, pode achar que o up! é fraco - até porque a relação de marchas é mais longa que a dos demais 1.0. A performance ideal vem com o giro algo em torno de 3.500 rpm. Mesmo andando assim, um pouco mais forte, o consumo foi muito bom na cidade, permanecendo a média de 10,2 km/l. Na estrada vai bem também, marcando 14,0 km/litro (números com etanol).
Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
A suspensão tem bom acerto para as ruas esburacadas do Brasil, mas cobra seu preço. Nas curvas, em velocidades médias, a dianteira escorrega mais do que deveria, talvez por conta dos pneus. Em diversas situações, foi necessário reduzir a velocidade e redobrar a atenção para não testar o airbag. Isso fica mais evidente na versão take up! (rodas aro 14" com pneus 175/70) que chegou esta semana no lugar da high up! (aro 15" com pneus 185/60) que se despediu com este ensaio fotográfico pela cidade de São Paulo.
Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
Central Maps & More trava Durante 15 dias a central Maps & More (que concentra diversos recursos do carro, navegação e entretenimento) travou por duas vezes. Nas duas situações, a tela sensível ao toque ficou inoperante. A única forma de voltar a interagir foi retirando o item do painel, desligando e reiniciando em seguida. Fora essas duas situações, o item se mostrou muito útil e a posição elevada, que causa estranheza no início, se revela adequada porque está na mesma linha de altura da direção.
Garagem CARPLACE #4: up! em ensaio urbano e no teste com etanol
Apesar do sistema ter conectividade bluetooth, falta a entrada USB, item cada vez mais indispensável principalmente entre o público mais jovem. Curiosamente, a USB só está disponível no sistema de som mais simples da VW, como o que equipa o take up! que pegamos agora. Mas isso é assunto para um próximo post. Por Fábio Trindade Fotos Rafael Munhoz Medições CARPLACE (teste realizado com etanol) Aceleração 0 a 60 km/h: 5,9 s 0 a 80 km/h: 9,8 s 0 a 100 km/h: 14,8 s Retomada 40 a 100 km/h em 3a marcha: 14,7 s 80 a 120 km/h em 4a marcha: 17,0 s Frenagem 100 km/h a 0: 41,0 m 80 km/h a 0: 25,9 m 60 km/h a 0: 14,6 m Consumo Ciclo cidade: 10,2 km/l Ciclo estrada: 14,0 km/l Números do fabricante Aceleração 0 a 100 km/h: 12,4 s Consumo cidade: 9,2 km/l Consumo estrada: 9,9 km/l Velocidade máxima: 165 km/h

Galeria de fotos: Volkswagen take up!

Seja parte de algo grande