VW aumenta vendas globais, mas derrapa na Rússia (-20%) e no Brasil (-14%)

Os planos de crescimento da Volkswagen para este ano seguem dando resultados positivos nos maiores mercados mundo, mas em regiões específicas a empresa não esperava perder tanta participação. Conforme relatam agências internacionais, o saldo da marca está no azul graças ao aumento dos emplacamentos na China (+15%), na Europa Ocidental (+5%) e nos Estados Unidos (+14%), mas os números estão longe de ser comemorados em mercados como a Rússia e a América do Sul.
VW aumenta vendas globais, mas derrapa na Rússia (-20%) e no Brasil (-14%)
Com uma tendência que se contrapõe ao desempenho do resto do mundo, as vendas da Volks na América do Sul recuaram 19% nos primeiros nove meses deste ano, com algo em torno de 488 mil unidades emplacadas. Só no Brasil, maior mercado da região, o recuo foi de 14%. Na Rússia, país que está em guerra, os números retraíram em 20%, com 93.800 exemplares vendidos. No leste europeu como um todo a queda foi de 9%, com 181.400 carros comercializados.

Seja parte de algo grande