Divisão de luxo da Ford, Lincoln quase foi morta no ano passado

Principal representante da Ford no segmento premium, a divisão de luxo Lincoln por pouco não foi morta no ano passado. Conforme aponta reportagem da agência de notícias Bloomberg, o agora ex-CEO da oval azul, Alan Mulally, esteve prestes a encerrar as atividades da companhia quando o atual chefão, Mark Fields, o convenceu do contrário. Entre as principais razões para o fechamento da marca estavam vendas em baixas e altos custos com campanhas de marketing.
Divisão de luxo da Ford, Lincoln quase foi morta no ano passado
Ainda segundo a agência, Mulally já estava decidido em fechar a Lincoln quando Fields e Jim Farley (chefe de marketing da Ford) o impediram. Os executivos alegaram que a marca poderia ter um futuro promissor e elaboraram um ousado plano de reestruturação que acabou fazendo o ex-chefão mudar de ideia. Desde então, as novas estratégias têm surtido efeitos positivos e as finanças da empresa já começam a se recuperar. Há inclusive projetos de expansão com bons olhos para Europa e regiões da Ásia.

Seja parte de algo grande