Novo Jetta 2015, que será feito no Brasil, muda mais fora do que dentro

Novo Jetta 2015 Em uma prévia das novidades que mostrará no Salão do Automóvel, a Volkswagen revelou o novo Jetta que será feito no Brasil a partir de 2015. O modelo recebe mudanças de estilo e pequenas modificações no ambiente interno.
Novo Jetta 2015, que será feito no Brasil, muda mais fora do que dentro
Novo Jetta 2015 Ao vivo, as mudanças externas caíram bem no novo Jetta, apesar de o deixar ainda mais parecido com o Passat. A modificação mais evidente está na dianteira, com a adoção da nova grade com três filetes cromados e pelo novo para-choque de aspecto mais esportivo. Os faróis, pelo menos na versão 2.0 TSI Highline, mantém o LED para rodagem diurna e segue como item opcional o bixenônio com lavador integrado. Na parte traseira, as lanternas de LEDs ganham novo desenho. O para-choque traseiro também apresenta uma leve modificação na parte inferior. Na tampa do porta-malas, a marca suprimiu o emblema "2.0" deixando apenas a identificação TSI.
Novo Jetta 2015, que será feito no Brasil, muda mais fora do que dentro
Novo Jetta 2015 Por dentro as mudanças foram pontuais. O painel de instrumentos segue o mesmo padrão do encontrado no Golf, enquanto a tela LCD central é colorida como no GTI. O volante também passa a ser o mesmo do hatch médio, porém os comandos do controlador de velocidade de cruzeiro (piloto automático) estão presentes em alavanca. O sistema de som também permanece sem alterações, sendo a central inferior à encontrada no irmão menor.
Novo Jetta 2015, que será feito no Brasil, muda mais fora do que dentro
Novo Jetta 2015 No geral, o acabamento é sóbrio e com painel emborrachado macio ao toque. No entanto, materiais mais simples foram utilizados nos revestimentos das portas, inclusive na região do porta-objetos (no Golf é em carpete). Freio de estacionamento segue sendo por alavanca, assim como o Golf feito no México passa a ser, e a partida por botão também permanece. Para quem esperava que o novo Jetta recebesse o refinado motor 1.4 TSI, vai ter que se contentar com o veterano 2.0 8V Flex que entrega até 120 cv de potência quando abastecido com etanol para a versão de entrada. Já a versão top de linha segue com o potente 2.0 TSI associado ao câmbio DSG de seis marchas. A grande notícia em torno do modelo é sua produção nacional na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) a partir do primeiro semestre de 2015. De acordo com marca, a produção nacional do modelo vai complementar a importação atual do México para atender à demanda no Brasil.

Galeria de fotos: novo Jetta 2015

Seja parte de algo grande