Choque de marcas: CEO da GM enxerga canibalização entre Chevrolet e Opel

Em entrevista concedida nesta semana ao portal de notícias Automotive News, o CEO da General Motors, Dan Akerson, demonstrou preocupação com o posicionamento comercial de duas das principais marcas do grupo no mercado. De acordo com o executivo, as bandeiras da Chevrolet e da Opel estão muito próximas na Europa e a canibalização entre os modelos das duas marcas é motivo de alerta.
Choque de marcas: CEO da GM enxerga canibalização entre Chevrolet e Opel
“É uma grande preocupação que tenho. Algo precisa mudar. Vejo muita confusão e conflito entre as duas fabricantes”, disse Akerson, lembrando que a situação traz à tona “a velha GM”, que tinha na prática da proximidade de marcas uma de suas principais estratégias de mercado. O executivo confirmou ainda que "de um modo ou de outro" a situação será resolvida, mas preferiu não dar detalhes sobre quais medidas serão tomadas.
Choque de marcas: CEO da GM enxerga canibalização entre Chevrolet e Opel
O posicionamento similar entre os modelos da Chevrolet e da Opel no mercado europeu é notório. Na Alemanha, por exemplo, a diferença de preços entre modelos como Tracker e Mokka, Cruze e Astra, e Sonic e Corsa (que compartilham plataformas, motores e diversos componentes mecânicos) é de apenas mil ou, no máximo, 2 mil euros.

Seja parte de algo grande

Choque de marcas: CEO da GM enxerga canibalização entre Chevrolet e Opel

Foto de: Dyogo Fagundes