Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire

O que define o sucesso de um carro do segmento de entrada? Preço? Custo-benefício? Pelo que vemos das vendas, preço ainda parece ser fator primordial para este público, seja para a frota da empresa, o jovem que passou na faculdade ou a família que realizou o sonho de comprar seu primeiro 0 km. A chamada categoria "popular" passou por modificações consideráveis agora em 2014. Por conta da lei que tornou obrigatórios os airbags frontais e os freios ABS, dois dos pés-de-boi mais famosos do mercado deram adeus: Gol G4 e Mille foram substituídos por up! e Palio Fire, respectivamente. Enquanto a VW apostou em trazer um modelo todo novo, de projeto global e moderno, a Fiat seguiu a linha do baixo custo, dando um "tapinha" no Palio G3 e posicionando-o como carro nacional mais barato.
Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire
Na reta final do mês de avaliação no Garagem CARPLACE, o take up! recebeu a visita do Palio Fire para um teste conjunto. E, logo de cara, as diferenças começam pelo tamanho: são 3,82 metros de comprimento e 2,37 de entre-eixos do Palio, contra 3,60 metros e 2,42 de entre-eixos do up!. O espaço interno é aceitável para quatro pessoas em ambos, mas se precisar apertar com cinco, é "menos pior" no Palio. O porta malas do up abriga 285 litros, de acordo com a fábrica. No Palio são 290 litros, mas a impressão é de que cabem mais devido ao compartimento mais comprido no Fiat - o VW aposta na profundidade. O visual também é outro ponto divergente. O up! é um projeto recente, lançado na Europa em 2012 no segmento de subcompactos. Com linhas mais retas e simples, além da frente bem curtinha, o carrinho da VW foi alongado em 6,5 cm por aqui. Dizer se ele é feio ou bonito é um pouco complicado e vai muito do gosto pessoal. O Palio, por outro lado, possui este visual desde 2004 (para muitos o melhor desenho do modelo), mas não há como negar que está bem "cansado".
Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire
Fruto de um projeto mais moderno, o up! oferece melhor vida a bordo: banco do motorista com ajuste de altura, ampla visibilidade e maior silêncio a bordo, uma vez que o ronco do motor é pouco notado na cabine. Além disso, o interior do VW é mais funcional e possui comandos ao alcance das mãos. No Palio a visibilidade e ergonomia não são tão boas quanto no VW, já que o banco do motorista não tem ajuste de altura e a frente mais alta e com os limpadores acima do para-brisa (no up! ficam ocultos) atrapalham um pouco. Por outro lado, os retrovisores externos de ambos possuem bom campo de visão.
Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire
Ao volante, o up! também agrada mais: agilidade na cidade e boas retomadas para um carro 1.0. Nesta versão sem ar-condicionado, ele anda junto de muito carro 1.4, como provou na aceleração de 0 a 100 km/h em 13,9 s - melhor 1.0 aspirado testado por nós até hoje. Na estrada ele também não faz feio e mostra boa dinâmica e baixo nível de ruído. A suspensão é macia para os padrões VW, porém sem comprometer a estabilidade em curvas, a não ser pelos pneus 175/65 que "cantam" facilmente. O câmbio é destaque com engates precisos e curtos. Outra atração fica por conta do baixo consumo, com boa vantagem sobre o Fiat tanto na cidade quanto na estrada.
Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire
O Palio tem desempenho até aceitável com o motor Fire de 75 cv, mas fica longe do rival em termos de agilidade. Na prova de 0 a 100 km/h ele foi 3 s mais lento que o up! (cravou 16,9 s) e nas retomadas também perdeu por boa margem. O rodar é ainda mais macio que no VW, o que é bom para a cidade, mas cobra o preço nas curvas, pois a carroceria inclina mais acentuadamente. O câmbio, ao contrário do up!, tem engates molengas e um pouco imprecisos, embora não chegue a comprometer. Mas nem tudo está perdido para o Palio. Ao contrário do que normalmente acontece quando um carro é rebaixado de preço, a Fiat pegou leve e até melhorou alguns pontos no Fire, como por exemplo os bancos (mais macios e confortáveis) e o isolamento acústico, entre outros pequenos detalhes. Seja na cidade ou na estrada a 120 km/h, o Palio se mantém silencioso, o que é raro num carro de entrada. Os dois têm acabamento simples, mas o up! apresenta melhores materiais e montagem mais cuidadosa. No Palio é fácil encontrar vãos irregulares entre as peças e rebarbas nos plásticos. Os bancos do VW são mais firmes e acomodam melhor, enquanto o Palio ganhou volante emprestado do Idea, quadro de instrumentos do novo Uno (sem conta-giros e com econômetro), saídas de ar circulares e novo console. Nesta versão take, o up! também abdica do conta-giros e traz apenas o indicador de marcha ideal para economia.
Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire
Na unidade avaliada, com todos os opcionais disponíveis, o Palio possui vidros elétricos dianteiros com sistema one-touch para subida e descida, alarme com travamento e abertura global, alerta de portas abertas, faróis de neblina e sistema de som com entrada USB. O up!, na versão básica, veio com vidros elétricos dianteiros, travas elétricas, aquecimento e sistema de som com entrada USB. De série ele traz banco do motorista com ajuste de altura, limpador e desembaçador traseiro, entre outros itens. No fim das contas o up! é mais divertido ao volante, mais seguro, mais econômico e tem melhor acabamento, mas também cobra mais caro por isso. O Palio custa menos e, apesar do rival ser melhor em quase tudo, temos de considerar que estamos falando de carros de entrada e com uso predominantemente urbano. Ou seja, o Fiat é uma opção a se considerar dependendo do pacote de opcionais. Apesar de sentir o peso da idade, ele ainda é "suficiente". Confira abaixo: Volkswagen Take up! - R$ 28.990 (R$ 32.890 como avaliado) - opcionais: travas elétricas R$ 700, sistema de som + preparação + alto falantes R$ 1.090, pintura exclusiva R$ 1.550, porta-malas com ajuste variável de espaço R$ 190 e aquecimento R$ 460. Fiat Palio Fire - R$ 26.520 - (R$ 33.133 como avaliado) - opcionais: direção hidráulica R$ 1.126, ar-condicionado R$ 2.406, kit Celebration I R$ 1.638, Kit Stile R$ 1.228, pneus extra série R$ 215.
Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire
Se consideradas as versões sem opcionais, o Palio sai R$ 2.470 mais barato e perde em relação ao up! o ajuste de altura do banco do motorista, limpador e desembaçador traseiro, aviso sonoro do cinto de segurança e apoios de cabeça no banco traseiro. Confira agora uma simulação dos modelos equipados com pacotes de equipamentos semelhantes. Conjunto elétrico (vidros e travas elétricas), mais direção assistida e ar-condicionado: Palio Fire: R$ 30.891 = direção hidráulica R$ 1.126 + kit celebration II (kit visibilidade + ar condicionado + vidros elétricos dianteiros e travas elétricas) R$ 3.245. Volkswagen take up!: R$ 33.590 = ar condicionado R$ 2.750 + easy drive (direção eletromecânica) R$ 1.240 + acesso fácil (vidros elétricos dianteiras e travas elétricas) R$ 700.
Garagem Carplace #7: o moderno up! enfrenta o barato Palio Fire
No caso dos modelos "completos", a diferença sobe para R$ 2.699 e pode pesar na hora de fechar negócio. Dá para levar um Palio com ar-condicionado ou passar calor no up!. Temos então um dilema entre o moderno e seguro mais caro contra o antigo mais acessível. Pelo que temos visto nas vendas dos dois, o fator preço tem falado mais alto... Por Julio Cesar Fotos Diogo Dias Ficha técnica: VW take up! Motor: dianteiro, transversal, três cilindros em linha, 12 válvulas, comando variável na admissão, 999 cm3, flex; Potência: 75/82 cv a 6.250 rpm; Torque: 9,7/10,4 kgfm a 3.000 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas, tração dianteira; Direção: mecânica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS; Rodas: aro 14; Peso: 910 kg; Capacidades: porta-malas 285 litros, tanque 50 litros; Dimensões: comprimento 3.605 mm, largura 1.645 mm, altura 1.500 mm, entreeixos 2.421 mm; Medições CARPLACE (testes realizados com etanol) Aceleração 0 a 60 km/h: 5,6 s 0 a 80 km/h: 9,2 s 0 a 100 km/h: 13,9 s Retomada 40 a 100 km/h em 3a marcha: 13,1 s 80 a 120 km/h em 4a marcha: 15,5 s Frenagem 100 km/h a 0: 44,9 m 80 km/h a 0: 28,9 m 60 km/h a 0: 15,9 m Consumo Ciclo cidade: 10,2 km/l Ciclo estrada: 14,0 km/l Números do fabricante Aceleração 0 a 100 km/h: 12,4 s Consumo cidade: 9,2 km/l Consumo estrada: 9,9 km/l Velocidade máxima: 165 km/h Ficha técnica: Fiat Palio Fire Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 8 válvulas, comando simples, 999 cm3, flex; Potência: 73/75 cv a 6.250 rpm; Torque: 9,5/9,9 kgfm a 4.500 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas, tração dianteira; Direção: mecânica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS; Rodas: aro 14; Peso: 940 kg; Capacidades: porta-malas 290 litros, tanque 48 litros; Dimensões: comprimento 3.827 mm, largura 1.634 mm, altura 1.433 mm, entreeixos 2.373 mm; Medições CARPLACE (testes realizados com etanol) Aceleração 0 a 60 km/h: 6,6 s 0 a 80 km/h: 11,4 s 0 a 100 km/h: 16,9 s Retomada 40 a 100 km/h em 3a marcha: 15,3 s 80 a 120 km/h em 4a marcha: 17,5 s Frenagem 100 km/h a 0: 45,9 m 80 km/h a 0: 30,3 m 60 km/h a 0: 16,9 m Consumo Ciclo cidade: 9,1 km/l Ciclo estrada: 13,0 km/l Números do fabricante Aceleração 0 a 100 km/h: 15,2 s Consumo cidade: - Consumo estrada: - Velocidade máxima: 157 km/h Galeria: Palio Fire x Volkswagen up!

Seja parte de algo grande