Morte à vista: GM poderá fechar portas da Holden em 2016, diz agência

A sobrevivência da indústria automotiva na Austrália fica cada vez mais delicada com o passar dos meses. Em maio, por exemplo, a Ford confirmou que deixará de produzir veículos no país em outubro 2016 e agora a agência de notícias ABC News revela que a Holden poderá fechar as portas neste mesmo ano. A General Motors, controladora da marca, evita falar sobre o caso, mas fontes ligadas à empresa garantem que o anúncio do fechamento da fabricante será feito no ano que vem.
Morte à vista: GM poderá fechar portas da Holden em 2016, diz agência
Preocupado com os efeitos negativos que o fim da Holden poderá trazer acarretar, o governo da Austrália estuda a possibilidade de prestar ajuda financeira à empresa, bem como à indústria do setor como um todo - atualmente, Ford, Holden e Toyota produzem carros no país. Informantes, no entanto, garantem: "a Holden não tem condições de seguir adiante independentemente de qualquer pacote de ajuda". Dois fatores pesam contra a manutenção da indústria automotiva na Austrália: os altos custos operacionais (o dobro da Europa e o triplo da Ásia) e o encolhimento do mercado consumidor. A morte da Holden, caso se concretize, renderá à economia australiana um prejuízo de bilhões de dólares e a extinção de mais de 13.500 empregos - número que pode subir para 50 mil considerando os fornecedores e toda a cadeia produtiva.

Seja parte de algo grande