Em pior março desde 2009, Fiat lidera e GM mantém segunda posição

Os números oficiais divulgados hoje (02/04) pela Fenabrave não foram nada animadores. Com 228.728 veículos novos comercializados, o mercado automobilístico brasileiro registrou seu pior mês de março dos últimos cinco anos. Mesmo considerando que o mês passado teve apenas 18 dias úteis em função do carnaval, a queda foi de 14,75% em relação ao mesmo período de 2013 (268.313). Já em comparação com as 245.929 unidades emplacadas em fevereiro, o recuo foi um pouco menor (-6,99%). O acumulado do 1º trimestre fechou em 774.400 unidades, 1,68% abaixo do total registrado entre janeiro e março do ano passado. A justificativa para a queda nas vendas está relacionada com o atual momento da economia brasileira. "Tivemos um primeiro trimestre ruim por conta de três fatores principais. O primeiro foi a recomposição do IPI em janeiro, o acréscimo de 5% no valor dos carros com obrigatoriedade do airbag e ABS, e o acesso dificultado ao crédito com o aumento das taxas de juros da Selic, que está em 10,75%", afirmou Flávio Meneghetti, presidente da Fenabrave.
Em pior março desde 2009, Fiat lidera e GM mantém segunda posição
Mantendo uma participação de mercado acima de 23,5%, a Fiat emplacou 53.770 unidades e garantiu mais de 13 mil unidades de vantagem sobre a Chevrolet (40.423). A Volkswagen, com 37.755 unidades, completou o pódio com o pior desempenho dos últimos anos.
Em pior março desde 2009, Fiat lidera e GM mantém segunda posição
Fonte: Fenabrave

Seja parte de algo grande