Cuba autoriza livre comércio de carros, proibido há mais de 50 anos

Cuba autoriza livre comércio de carros, proibido há mais de 50 anos
De forma gradual, as reformas econômicas em Cuba seguem adiante. Um decreto publicado nesta quarta (18) no Diário Oficial de Cuba pôs fim a décadas de restrições ao comércio de automóveis pelos cubanos, que poderão comprar veículos novos e usados das agências estatais sem necessidade de carta de autorização do governo.
Cuba autoriza livre comércio de carros, proibido há mais de 50 anos
O país está em transição desde o início do governo Raúl Castro e tais medidas já haviam sido anunciadas por ele durante o 6º Congresso do Partido Comunista em abril. "A doação e compra/venda de veículos automóveis por parte de cubanos ou estrangeiros com residência permanente não exige a prévia autorização de qualquer autoridade", diz o decreto assinado pelo presidente e ministro dos Transportes, Cesar Ignacio Arocha. Tais medidas fazem parte de um amplo pacote destinado a "atualizar" modelo econômico socialista de Cuba que irá incluir aos poucos outros setores da economia. A liberação da venda de veículos estava na agenda de mais de 300 medidas de reforma propostas pelo presidente Raúl Castro, que assumiu o governo após Fidel adoecer, em 2008.
Cuba autoriza livre comércio de carros, proibido há mais de 50 anos
As novas medidas serão implementadas "gradualmente". Além disso, será definida uma tabela de preços para os automóveis, que o governo pode taxar investir no transporte público. Ao menos por enquanto, ainda será mantida a exigência de aprovação para a importação direta de carros novos e usados.

Seja parte de algo grande