EUA: Cruze a diesel fracassa e fica longe de incomodar o Jetta TDI

Considerado estratégico nos planos da General Motors para barrar o crescimento da Volkswagen no segmento de modelos a diesel nos Estados Unidos, o Chevrolet Cruze CTD fracassou. Primeiro automóvel a diesel lançado pela marca no mercado americano em mais de 30 anos, o sedã estreou com a missão de incomodar a supremacia do Jetta TDI na categoria, mas passou longe disso. No primeiro ano cheio de vendas, o três volumes emplacou apenas 5.974 unidades, contra impressionantes 46.409 exemplares do rival alemão.
EUA: Cruze a diesel fracassa e fica longe de incomodar o Jetta TDI
No volume total de vendas de cada modelo, as versões diesel representaram apenas 2% no Cruze, contra expressivos 26,7% no Jetta. Diversos fatores explicam o fraco desempenho comercial do sedã americano e o sucesso do concorrente alemão. O Jetta TDI, por exemplo, é mais conhecido que o rival, foi por anos o único três-volumes médio movido a óleo do mercado e oferece gama maior de configurações. O Cruze CTD, por outro lado, ainda batalha para ganhar a confiança dos clientes, só oferece câmbio automático e sofre com campanhas de marketing mais limitadas.

Seja parte de algo grande