Audi baixa preço de peças após investigação na China

Divisão de luxo do grupo Volkswagen, a Audi confirma nesta semana a implantação de um nova política de preços de peças de reposição na China. Anunciada em comunicado enviado por e-mail para toda a rede de concessionárias da empresa no país, a medida "coincide" com a decisão do governo local de abrir investigações sobre denúncias de prática de preços abusivos e monopólio envolvendo montadoras premium. Jaguar Land Rover e Mercedes-Benz seguiram o mesmo caminho e também anunciaram barateamento dos componentes. Segundo o órgão chinês responsável pelo setor, as marcas se aproveitam da posição dominante no mercado para inflar o preço das peças e até mesmo dos próprios veículos. A Audi se destaca, em especial, por ser a marca de luxo mais vendida do país. Em nota, a empresa afirmou que a postura de reduzir os preços foi uma medida pró-ativa e que apoia inteiramente os esforços do governo chinês em examinar os preços de pós-venda praticados. "Os preços mais em conta são reflexo de ganhos em escala que nos permitem repassar vantagens de custo ao consumidor", completa um porta-voz.
Audi baixa preço de peças após investigação na China
Em relatório, o governo chinês diz que há claras evidências de comportamento anti-competitivo no mercado e fortes indícios de monopólio.
Audi baixa preço de peças após investigação na China

Seja parte de algo grande