Produção de veículos recua 20,5%, mas Anfavea prevê recuperação

Produção de veículos recua 20,5%, mas Anfavea prevê recuperação
A Anfavea (associação que reúne as principais fabricantes), em coletiva realizada nesta quarta-feira (6) em São Paulo, divulgou números nada animadores do mercado automotivo brasileiro. Apesar do aumento de 17% na produção em relação ao fraco mês de junho, julho teve seu pior desempenho desde de 2007 com o total de 252,6 mil veículos produzidas. Comparado ao mesmo mês de 2013, quando produziu 317 mil unidades, a queda é de expressivos 20,5%. Mesmo com a melhora em relação ao mês anterior, a situação no consolidado de janeiro a julho segue complicada. No acumulado de 2014, a indústria automotiva produziu 1,82 milhão de veículos, número que representa queda de 17,4% comparado ao mesmo período de 2013.
Produção de veículos recua 20,5%, mas Anfavea prevê recuperação
Luiz Moan - Presidente da Anfavea De acordo com Luiz Moan, presidente da Anfavea, "houve um clima de pessimismo exagerado" no período que antecedeu a Copa do Mundo, como a perspectiva de um evento tumultuado, algo que no resultado geral não aconteceu. De alguma forma, esse clima acabou afetando os consumidores. Mesmo com o primeiro semestre difícil, o executivo acredita na retomada do crescimento nesta segunda metade do ano. "É histórico, o segundo semestre sempre tem números melhores do que o primeiro", além disso, tem a favor o maior número de dias úteis. Moan se apoia nos números de vendas de julho para a expectativa de dias melhores para o setor. De acordo com os dados divulgados pela associação, em julho foram licenciados 294,8 mil unidades, volume 11,8% superior ao de junho. No entanto, a comparação com o mesmo mês de 2013 mostra queda de 13,9%. Outro ponto positivo destacado pela entidade é a queda na inadimplência. Com isso, Moan acredita na retomada do crédito pelas instituições financeiras, ainda que se exijam entradas consideradas elevadas.

Seja parte de algo grande