"Impostão" atinge Civic na Argentina; versão mais cara custa R$ 104,5 mil

A grama do vizinho nem sempre é mais verde. Conforme já noticiamos algumas vezes, pouco a pouco, modelos vendidos na Argentina ficam mais caros por culpa do chamado imposto interno. E agora ele fez uma nova vítima. Desde o início do mês, o Honda Civic entrou para a lista dos modelos tributados pela nova regra e ficou bem mais caro. Importado do Brasil, o Civic vendido na Argentina ainda é o modelo velho (os hermanos não têm o modelo 2015 reestilizado, mesmo na versão EXS). Agora o preço inicial é de 234.490 pesos (R$ 71,5 mil) e chega a custar 342.700 pesos (R$ 104,5 mil) na versão mais cara.
"Impostão" atinge Civic na Argentina; versão mais cara custa R$ 104,5 mil
Preços do Honda Civic na Argentina: Civic LXS MT: 234.490 pesos (R$ 71,5 mil) Civic LXS AT: 308.370 pesos (R$ 94 mil) Civic EXS MT: 325.200 pesos (R$ 99,2 mil) Civic EXS AT: 342.700 pesos (R$ 104,5 mil) Para enfrentar a nova situação, algumas marcas optaram por descontinuar suas versões mais caras e outras congelaram o preço de certos modelos. Entre os afetados estão os nacionais Ford Focus ou Citroën C4 Lounge e importados como o Toyota Corolla, VW Vento (Jetta) e Hyundai i30/Elantra.
"Impostão" atinge Civic na Argentina; versão mais cara custa R$ 104,5 mil
Apelidado de “impuestazo”, o novo imposto interno que elevou entre 50% e 100% o preço dos modelos atingidos, tem sido alvo de discussões entre o governo e indústria automotiva, que espera por um alívio das taxas até o fim do ano. Fonte: Autoblog

Seja parte de algo grande

"Impostão" atinge Civic na Argentina; versão mais cara custa R$ 104,5 mil

Foto de: Redação