Volkswagen Jetta é investigado por risco de quebra do eixo traseiro

A Volkswagen está sendo investigada na China por possíveis defeitos de fabricação envolvendo o sedã Jetta. Conforme aponta a agência de notícias Bloomberg, diversos proprietários têm relatado ao Departamento de Supervisão e Qualidade do governo casos de quebra do eixo traseiro do modelo, vendido localmente com o batismo Sagitar. A entidade, que diz ter recebido mais de 200 reclamações, informou que já entrou em contato com a VW e pediu a imediada inspeção e solução do problema.
Volkswagen Jetta é investigado por risco de quebra do eixo traseiro
Em nota, a FAW-Volkswagen (joint-venture responsável pela fabricação do modelo) revelou que está ciente das denúncias e diante do pronunciamento do governo realizou diversas análises e testes com profissionais especializados. Os resultados, explica a empresa, mostraram que os casos defeituosos são isolados e que não há qualquer erro de projeto ou manufatura. Além disso, deixou claro que tomará medidas legais contra aqueles que publicarem informações "falsas".

Seja parte de algo grande

Volkswagen Jetta é investigado por risco de quebra do eixo traseiro

Foto de: Dyogo Fagundes