Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava

Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava
Utilitário-esportivo e motor a diesel formam um casamento perfeito. Esta associação é quase automática entre o público que procura um SUV, principalmente a partir dos modelos médios. De olho em uma fatia maior do segmento, a Jeep completou nesta semana sua linha 2014 com o lançamento da versão diesel do Grand Cherokee Limited 2014.

O que é?

O Grand Cherokee a diesel traz exatamente o mesmo visual e conteúdo da versão a gasolina que estrou por aqui em janeiro. Entre as novidades do modelo 2014 estão dianteira com faróis redesenhados (agora com luzes diurnas de LED), nova grade, para-choques e capô. Há também rodas com desenho inédito, que ostentam aro 20". A traseira incorporou lanternas com novo formato e iluminação por LED's, além de uma nova saída de escapamento. Ao vivo, praticamente não se destingem as variações, a não ser pelo emblema "4x4 Diesel" na traseira.
Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava
O ambiente interno (bem amplo) é cheio de recursos e agrada pelo jeitão moderno, sem exageros. Na cabine estão presentes o painel de instrumentos personalizável com tela LCD de 7", central multimídia com tela de 8,4", sistema de entretenimento UConnect e navegador por GPS. O volante conta com aletas (paddle-shifts) para trocas de marcha no modo manual. Outro destaque fica para a opção de telas individuais para entretenimento dos ocupantes do banco traseiro. Disponível apenas na versão Limited, a mais equipada, o Grand Cherokee a diesel traz ar digital dual zone e bancos dianteiros com ajuste elétrico em oito posições, memória para os ajustes do banco, retrovisores e coluna de direção. Controle eletrônico de estabilidade (ESC) com redução de rolagem da carroceria, Hill Start Assist, controle de oscilação de reboque e sete airbags também fazem parte do pacote itens de série.
Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava

Como anda?

Como já havíamos testado a versão a gasolina do utilitário num trajeto em São Paulo e Santana de Parnaíba (SP), desta vez a Jeep levou a imprensa para a região de Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e Tremembé, também em São Paulo. O test-drive incluiu um pequeno trecho urbano, as rodovias de acesso à região e um percurso off-road até o Pico de Imbituba. Incômodo comum nos veículos a diesel, bem menos aparente hoje em dia, a vibração do motor praticamente não se percebe. A diferença pra versão a gasolina fica por conta do ronco característico que soa baixinho na cabine, bem distante.
Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava
Apesar das 2,4 toneladas de peso, o Cherokee, que já havia mostrado bom desempenho na versão gasolina, se sai ainda melhor bebendo diesel com seus brutos 56,0 kgfm de torque a 1.800 rpm. No trecho de serra, nem tomou conhecimento da subida. Mostrou fôlego e desenvoltura de sobra subindo em 7ª marcha no modo automático na maior parte do trecho. Como opção, ainda dá pra usar o modo esportivo S, e aproveitar o máximo dos 241 cv com trocas em giro mais alto. Boa ergonomia e visibilidade também contam pontos, bem como a direção eletro-hidráulica progressiva e precisa. Outra característica marcante é o comportamento dinâmico bem superior às gerações anteriores. O utilitário tem firmeza e bom controle da movimentação da carroceria, equilibrando conforto e boa estabilidade em curvas mesmo abusando um pouco do pé direito.
Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava
No trecho off-road de dificuldade média (subida ao Pico Imbituba), o SUV não teve dificuldade para superar os obstáculos. Vale lembrar que dificilmente os donos desse carro irão fazer esse tipo de uso mais intenso. Nessas condições, pudemos conferir a série de recursos disponíveis para encarar terrenos mais difíceis. A aptidão fora de estrada é garantida pela tração 4x4 full-time Quadra-Trac II® e pelo sistema de gerenciamento de tração Selec-Terrain™ com cinco modos: Sand (areia), Mud (lama), Auto, Snow (neve) e Rock (pedra).
Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava
De acordo com o modo selecionado, percebe-se imediatamente a mudança nos parâmetros do pedal do acelerador, relação de marchas e direção. No modo Rock, por exemplo, as relações ficam curtíssimas, a direção mais firme e o curso do pedal mais longo. Outro item avaliado foi o controle de subida e descida (HDC), que conduz o carro sozinho em rampas íngremes não exigindo interferência do motorista para acelerar ou frear.

Quanto custa?

Tabelado a exatos R$ 20 mil a mais que a versão a gasolina, o Grand Cherokee diesel oferece como vantagem um motor mais forte e mais econômico, que conta com a vantagem da grande autonomia em estrada. O preço final de R$ 239.900 é elevado, mas o utilitário é recheado de itens e traz um belo motor associado ao câmbio de oito marchas.
Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava
Como referência, um dos principais rivais, senão o maior, o Land Rover Discovery custa mais na versão diesel: R$ 279 mil. O inglês tem motor 3.0 V6 a diesel de 256 cv e 61,0 kgfm de torque e ainda mais equipamentos, porém, é mais pesado e tem projeto mais antigo - uma nova geração do modelo deverá estrear em 2015. Por Julio César, de Campos do Jordão (SP) Viagem a convite da Jeep Ficha Técnica: Jeep Grand Cherokee Laredo Motor: dianteiro, transversal, seis cilindros, 2.987 cm³; Potência: 241 cv a 4.000 rpm ;Torque: 56 kgfm; Transmissão: automática de oito velocidades, tração integral; Direção: eletro-hidráulica; Suspensão: tipo braços triangulares e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal, suspensão traseira tipo multibraço e traseira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal; Freios: discos ventilados na dianteira e na traseira, com ABS; Rodas: aro 20 com pneus 265 R50; Peso: 2.393 kg; Porta-malas: 457 litros Tanque: 94 litros; Dimensões: comprimento 4.822 mm, largura 1.943 mm, altura 1.781 mm, entreeixos 2.915 mm. Especificações fora-de-estrada: ângulo de entrada 26,3° e ângulo de saída 26,5°

Galeria: Grand Cherokee Limited Diesel 2014

Seja parte de algo grande

Volta Rápida: Jeep Grand Cherokee a diesel era a opção que faltava

Foto de: Julio Cesar