Anti-ladrão: futuro sistema vai usar reconhecimento facial para evitar roubos

Apesar dos esforços para aprimorar os sistemas de alarme e segurança, os roubos e furtos de veículos aumentam ano após ano. De olho nisso, a Ford e a Intel começaram a trabalhar no desenvolvimento do “Project Mobil”, um sistema com câmera acoplada ao painel que identifica o proprietário através de foto. Assim, se um estranho se senta ao volante e não tem a mesma fisionomia do dono do veículo ele, automaticamente, não dará a partida. Neste caso, se a pessoa que se sentar para dirigir o veículo não for o proprietário, ele receberá uma foto no smarthphone e poderá ou não autorizar o uso do carro pelo outro motorista. Identificando um desconhecido, o proprietário pode bloquear o motor e ainda acionar rapidamente a polícia e tomar todas as providências para que o ladrão seja surpreendido ainda em flagrante. Além de identificar o motorista do veículo, este sistema também permite que o equipamento fotografe o intruso e disponibilize a foto para a polícia. Para completar o serviço do Project Mobil, ele tem comando a distância para ajustar o banco da melhor forma, regulando altura e distância, além de arrumar a posição dos retrovisores.
Anti-ladrão: futuro sistema vai usar reconhecimento facial para evitar roubos
E mais: se o dono do carro não quiser que pessoas autorizadas para guiar seu automóvel o façam de forma perigosa, ele poderá restringir a velocidade máxima e também, controlar o volume do sistema de som, o que dará mais tranquilidade quando, por exemplo, o carro for emprestado aos filhos ou amigos. Além disso, a Ford busca combinar, no projeto, comandos através de voz ou de gestos do motorista para abrir o teto solar ou então mudar a temperatura do carro a fim de oferecer mais conforto na condução do veículo. O projeto ainda não tem previsão de data para entrar em produção. Mas, sem dúvida, se trata de um excelente recurso para evitar roubos e até deixar o valor do seguro do carro mais barato, uma vez que ele não poderá ser roubado sem a permissão do dono.

Seja parte de algo grande