Nissan toma fôlego com ampliação de cotas de importação do México

Uma boa notícia vinda do governo brasileiro fez os executivos da Nissan respirarem mais aliviados nesta semana. Conforme já era previsto (em virtude, principalmente, dos investimentos bilionários aplicados na fábrica de Resende, RJ), a marca recebeu autorização para ampliar o volume de importação de carros produzidos no México. Com a medida, a montadora poderá trazer do país parceiro para o Brasil cerca de US$ 418,48 milhões em veículos sem a cobrança do imposto de importação.
Nissan toma fôlego com ampliação de cotas de importação do México
De acordo com cálculos de Secretaria de Economia do México, cada US$ 10 milhões exportados ao Brasil representam 909 carros. Dessa forma, a Nissan poderá trazer ao país, entre março deste ano e março de 2015, cerca de 42 mil veículos livres de imposto de importação. A expectativa é que com cotas de sobra e a fábrica brasileira produzindo o March, a marca abra espaço para o Sentra e aposte na chegada de novos modelos como o monovolume Note e os crossovers Juke e X-Trail.
Nissan toma fôlego com ampliação de cotas de importação do México
A ampliação do volume de importações deve-se, especialmente, a um incremento no acordo firmado entre o Brasil e o México. Até então definido em US$ 1,45 bilhão para o biênio 2012-13, o valor das cotas foi ampliado para US$ 1,64 bi no período 2014-2015 favorecendo todas as importadoras. A Nissan foi a mais beneficiada, mas Ford (US$ 288,6 milhões), Volkswagen (US$ 284,2 milhões), Chrysler (R$ 275,9 milhões), General Motors (US$ 242,8 milhões) e Honda (US$ 122,1 milhões) também saíram ganhando.

Seja parte de algo grande

Nissan toma fôlego com ampliação de cotas de importação do México

Foto de: Dyogo Fagundes