Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?

Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Desde que a Ford apresentou o novo Ka ainda como protótipo, no ano passado, estava claro que ele acabaria se embolando com o Fiesta. Na época, chegamos a fazer um ensaio com o Ka Concept ao lado do irmão e mostramos as semelhanças. Pois bem, o Ka 2015 chegou ao mercado e fez enorme sucesso, embalado pela versão 1.0 com o inédito motor três cilindros da marca. Até aí tudo bem, pois o Fiesta não possui versão "mil". Só que desde novembro o novato passou a ser vendido também com o propulsor 1.5, exatamente o mesmo Sigma utilizado pelas versões de entrada do Fiesta, e ainda por cima com preços que se sobrepõem. E agora? E agora que a gente juntou os dois para ver se eles são tão diferentes a ponto de atenderem públicos diversos, como diz a Ford. Apesar de dividirem muitos componentes, o Ka nasceu com proposta mais racional que o Fiesta. É um carro pensado de forma vertical e com melhor aproveitamento de espaço, de olho nas famílias de orçamento curto (com um único carro na casa), enquanto o Fiesta aposta forte na sedução do design e esportividade, para conquistar o jovem mais bem sucedido.
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Repare nas fotos como o Fiesta é fluido e dinâmico, com frente avançada e teto baixo, enquanto o Ka é mais imponente, com frente alta e teto elevado. Semelhanças aparecem em itens como a grade dianteira em formato trapezoidal e as maçanetas, além das mesmas rodas de liga aro 15" - versão SEL do Ka e SE do Fiesta. O aspecto geral do Ka, no entanto, é mais conservador, como pode ser observado pelas lanternas em posição convencional. Aos leigos, é fácil confundir com o Chevrolet Onix quando visto de traseira. Já o Fiesta tem mais personalidade. Em termos de dimensões, a dupla difere muito pouco: o Fiesta é mais comprido (3,969 contra 3,886 m) e largo (1,787 m contra 1,695 m), enquanto o Ka tem entreeixos um tiquinho maior (2,491 contra 2,489 m) e altura superior (1,525 contra 1,464 m). Se as medidas externas são semelhantes, então por que o Ka parece muito maior por dentro? Fácil: além do teto elevado, ele teve o banco traseiro reajustado em relação ao Fiesta, trazendo-o para trás de modo a acomodar melhor os ocupantes. A tática deu certo, mas sacrificou um pouco o porta-malas: o Ka ficou com 257 litros, enquanto o irmão leva 281 litros. Ambos podem ter a tampa aberta internamente ou pelo controle remoto da chave.
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
A filosofia de cada projeto se mantém no interior. O Ka tem o ponto H (do quadril) mais alto, ou seja, você dirige em posição elevada e tem melhor visibilidade. Já o Fiesta pode ter o banco ajustado bem para baixo, além de seu volante regular em altura e profundidade - só altura no rival -, evidenciando a esportividade. Da mesma forma, o Ka apela à praticidade com uma prateleira à frente do câmbio e vastos porta-trecos no console e nas portas, enquanto o Fiesta tem poucos lugares para objetos no painel. O espaço na dianteira se equivale, mas atrás o Fiesta é apertado para adultos tanto na região das pernas quanto para a cabeça. Já o Ka leva dois adultos e uma criança no banco traseiro sem maiores problemas. Os dois se equivalem em termos de acabamento e qualidade de construção (ambos com espaço para melhorias), mas causa má impressão no Fiesta o interior todo preto da versão básica S (foto do painel), sem qualquer tipo de aplique para refinar o visual. Em oposição, o Ka traz apliques que imitam aço escovado no painel, volante e maçanetas, dando um toque mais bacana à cabine. Pena que seu quadro de instrumentos seja tão simplório, com os relógios todos no mesmo plano e grafismo careta. Nisso o Fiesta encanta, trazendo um cluster dividido em dois relógios principais e com moldura. O Ka volta a levar vantagem no equipamento de som, trazendo o sistema Sync a partir da versão SE Plus, com direito a chamada automática de emergência para o Samu em caso de acidente e também comandos no volante e por voz. Para ter o mesmo recurso (embora sem a chamada de emergência), o Fiesta precisa ser da versão SE 1.6 em diante, sendo que as 1.5 trazem um rádio simples, apenas com entrada USB. E na hora de andar, será que eles divergem? Sim. Começando pelo Ka, é sensível como a suspensão é mais macia em ruas esburacadas, além de a frente mais alta não raspar nas valetas e entradas de garagem. Ainda que sejam equipados com o mesmo jogo de rodas aro 15" e pneus 195/55, o Fiesta tem acerto mais firme (ainda longe de ser duro) e sente um pouco mais os buracos. Mas o problema é mesmo sua dianteira bicuda e com um defletor de ar que "beija" qualquer lombada e requer atenção na cidade. A direção elétrica merece destaque nos dois casos: é leve nas manobras, rápida nas respostas e confortável ao anular as vibrações indesejadas.
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Quem imaginou que o Ka 1.5 pudesse resgatar aquele espírito espevitado do antigo Ka XR se enganou. Trata-se de um hatch compacto com bom desempenho, mas sua tocada não é empolgante como no velho esportivo. Aqui a pegada é mais de conforto e suavidade, aproveitando os 110 cv e 14,9 kgfm de torque para puxar os 1.034 kg do carro com facilidade, mas sem pretensão esportiva. O motor trabalha isento de vibrações, agrada pela resposta em baixos giros e trabalha feliz em altas rotações, deixando o Ka muito agradável de dirigir. Com acerto um pouco diferente do motor (são 111 cv e 15 kgfm de torque), o Fiesta tem de lidar com seu maior peso (1.108 kg). Na prática o desempenho é bom na maioria das situações, mas o Ka é mais vivo nas saídas e retomadas. Nossos testes apontaram esse pique um pouco melhor do novato, com aceleração de 0 a 100 km/h em 11,4 s (contra 11,6 s) e retomada de 40 a 100 km/h em  11,7 s (contra 12,4 s). Também por ser mais leve, e tendo o mesmo conjunto de freios e pneus, o Ka se saiu melhor nas frenagens: ele levou 39,5 metros até parar completamente quando vindo a 100 km/h, ao passo que o Fiesta parou em 41,2 m na mesma prova.
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Já nas medições de consumo tivemos praticamente um empate: o Ka fez 8,2 km/l na cidade e 11,8 km/l na estrada, enquanto Fiesta registrou 8,1 e 11,9 km/l nas mesmas condições, respectivamente - boas marcas para um motor 1.5 litro com etanol. Um item do Ka que ajuda a gastar menos combustível é o indicador de troca de marcha, evitando que o motorista eleve muito os giros do motor. O recurso, que pode ser desativado, não é oferecido no Fiesta. O Ka também tem como exclusividade o controle de estabilidade (que engloba o assistente de rampa) nesta versão SEL - o Fiesta só oferece o recurso em suas versões 1.6. Além da óbvia segurança em pisos escorregadios proporcionada pelo ESP, conta-se com a ajuda do freio nas saídas em ladeiras para não deixar o carro recuar. O aspecto baixinho e a suspensão mais firme do Fiesta o tornam divertido nas curvas e trechos sinuosos, situações onde o Ka apresenta boa estabilidade, mas inclina a carroceria mais acentuadamente. Em caso de abusos ou uma derrapagem inesperada, porém, somente o Ka terá a eletrônica a seu favor.
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Somados prós e contras, vemos que o Ka reúne mais argumentos para uma compra racional: é mais espaçoso, confortável e equipado, anda um pouco mais e bebe a mesma coisa. Por R$ 44.990 você leva a versão topo de linha SEL 1.5 (que fica devendo apenas os retrovisores elétricos), enquanto o Fiesta intermediário SE 1.5 já vai a R$ 46.990 e não vem com Sync nem ESP. O Fiesta é uma boa escolha, sim, mas a não ser que você curta demais o design ou a posição de dirigir esportiva dele, o Ka nos parece mais negócio neste momento.  Texto e fotos: Daniel Messeder Fotos complementares: Rafael Munhoz
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Ford Ka SEL 1.5 Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.499 cm3, comando duplo, flex; Potência: 105 cv a 6.500 rpm/110 cv a 5.500 rpm; Torque: 14,6/14,9 kgfm a 4.250 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas, tração dianteira; Direção: elétrica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos na dianteira e tambores na traseira, com ABS; Rodas: liga-leve aro 15" com pneus 195/55 R15; Peso: 1.034 kg; Capacidades: porta-malas 257 litros, tanque 51,6 litros; Dimensões: comprimento 3.886 mm, largura 1.695 mm, altura 1.525 mm, entreeixos 2.491 mm
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Aceleração 0 a 60 km/h: 4,9 s 0 a 80 km/h: 7,4 s 0 a 100 km/h: 11,4 s Retomada 40 a 100 km/h em 3a marcha: 11,7 s 80 a 120 km/h em 4a marcha: 13,0 s Frenagem 100 km/h a 0: 39,5 m 80 km/h a 0: 24,8 m 60 km/h a 0: 13,9 m Consumo Ciclo cidade: 8,2 km/l Ciclo estrada: 11,8 km/l
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Ford Fiesta 1.5 S Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.499 cm3, comando duplo, flex;Potência: 107 cv a 6.500 rpm/ 111 cv a 5.500 rpm; Torque: 14,8/15,0 kgfm a 4.250 rpm;Transmissão: câmbio manual de cinco marchas, tração dianteira; Direção: elétrica;Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos na dianteira e tambores na traseira, com ABS; Rodas: aço aro 15" com pneus 195/55 R15; Peso: 1.108 kg; Capacidades: porta-malas 281 litros, tanque 51,6 litros; Dimensões: comprimento 3.969 mm, largura 1.787 mm, altura 1.464 mm, entreeixos 2.489 mm
Teste CARPLACE: Ka 1.5 acirra disputa caseira com o Fiesta - qual levar?
Aceleração 0 a 60 km/h: 5,1 s 0 a 80 km/h: 7,7 s 0 a 100 km/h: 11,6 s Retomada 40 a 100 km/h em 3a marcha: 12,4 s 80 a 120 km/h em 4a marcha: 13,3 s Frenagem 100 km/h a 0: 41,2 m 80 km/h a 0: 26,0 m 60 km/h a 0: 14,7 m Consumo Ciclo cidade: 8,1 km/l Ciclo estrada: 11,9 km/l

Galeria de fotos:

Seja parte de algo grande