Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!

Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!
Apresentado com toda a pompa e circunstância pela VW como o carro que marca uma nova era para a marca no Brasil, o up! quatro portas feito em Taubaté (SP) é apenas o começo da trajetória do carrinho por aqui. Acionamos nossas fontes, conversamos com gente ligada à marca e revelamos alguns detalhes sobre a família que vai se desdobrar a partir da plataforma PQ12.
Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!
up! duas portas: flagrado por CARPLACE em testes de rodagem, o modelo estava com uma simulação de porta traseira para despistar, até com uma maçaneta falsa atrás. Mas dá para perceber claramente que se trata da versão duas portas do hatch. Assim como o quatro portas, também traz modificações em relação ao Europeu, como a traseira alongada em 6,5 cm e novo design para a coluna C, com direito a um contorno exclusivo para a janela traseira. Será o modelo de entrada da gama (preço estimado em R$ 27 mil), mas também terá versões mais caras. Chega nos próximos meses.
Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!
Cross up!: versão aventureira do carrinho, terá no visual mais parrudo e na suspensão elevada seu grande apelo de vendas. Usará o mesmo motor 1.0 12V, mas tem diferenciais como caixas de roda com coberturas plásticas, detalhes nos para-choques e retrovisores pintados de prata fosco e rack no teto. Fica a expectativa também pelo uso de pneus mistos. Será uma opção mais barata ao CrossFox, para brigar com o Fiat Uno Way. O lançamento está previsto para o segundo semestre.
Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!
Câmbio automatizado I-Motion: o up! será o primeiro 1.0 a usar transmissão automatizada no Brasil. A confirmação veio do Inmetro, que já divulgou o consumo do modelo sem pedal de embreagem, e fontes da VW acabaram confirmando a chegada da opção para os próximos meses. Fica a dúvida se as relações de marcha serão mantidas do up! manual, mas já ouvimos que ele terá borboletas no volante para trocas manuais de marcha. Será oferecido tanto na carroceria quatro portas quanto na de duas.
Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!
Motor 1.0 TSI: de acordo com a engenharia da VW, o 1.0 TSI não é simplesmente uma variação com turbo e injeção direta do motor 1.0 12V do up!. Mudanças incluem novo bloco e cabeçote, entre outras alterações. Portanto, sua chegada só deve acontecer mesmo em 2015, junto com a estreia do jipinho Taigun. A boa nova é que o propulsor turbinado, com potência acima dos 110 cv quando equipado com sistema flex, deverá ser usado também numa variante esportiva do hatch, o GT up!. Taigun: o SUV derivado do up! virá no segundo semestre de 2015 como o menor utilitário esportivo do país (3,86 m de comprimento por 1,73 m de largura e 1,57 m de altura, com distância entreeixos de 2,47 m), abrindo um novo sub-segmento abaixo do EcoSport. Com o motor 1.0 TSI, terá cerca de 110 cv de potência e 17,9 kgfm de torque logo a 1.500 rpm, o que parece suficiente para proporcionar bom desempenho ao jipinho de apenas 985 kg. A VW promete aceleração de 0 a 100 km/h em 9,2 s, velocidade máxima de 186 km/h e consumo superior a 20 km/l! Para ter mais força nas saídas e situações off-road, uma novidade será o câmbio manual de seis marchas. Tração 4×4? Esqueça. Seria tecnicamente possível, mas o Taigun foi desenvolvido para rodar na cidade. Portanto, ele terá somente tração dianteira.
Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!
Menor até que o Gol, o Taigun tem espaço interno bem aproveitado. Exibido como conceito no Salão de 2012, foi possível conferir que mesmo os passageiros do banco de trás têm boa acomodação. Já o porta-malas oferece capacidade na média de um hatch compacto (280 litros), com a vantagem de um recurso interessante: a tampa abre em duas, com a parte inferior baixando como a tampa de uma caçamba de picape. O design em geral é bem característico da VW, com linhas retilíneas, traços limpos e faróis e lanternas trabalhados internamente para aparentar sofisticação. A maior ousadia visual fica por conta das maçanetas das portas traseiras embutidas nas colunas, recurso que deixa o jipinho com ar de cupê.
Upgrade na família: saiba quando chegam os derivados do up!
Na cabine, tudo vai remeter ao up!: os bancos com o apoio de cabeça integrado ao encosto, o quadro de instrumentos tipo capelinha (com conta-giros minúsculo), o painel... O que nos pareceu uma "viagem" da versão conceitual, apesar de muito bacana, é o visor de temperatura do ar digital em cada saída de ar – item que certamente encareceria demais o modelo final. E não custar muito é premissa do up! e seus derivados. Pelo porte inferior ao do Eco, o Taigun deve chegar abaixo dos R$ 50 mil, em valores atuais.

Seja parte de algo grande