Montezemolo se desentende com Marchionne e pede para sair da Ferrari

À frente das operações da Ferrari desde 1991, Luca Cordero di Montezemolo pediu demissão nesta semana e passou o comando da fabricante de esportivos italiana para Sergio Marchionne, chefão da FCA. A partir de 13 de outubro próximo, explica a imprensa local, o executivo deixará de responder pela marca e se afastará para tocar projetos particulares. O motivo do afastamento do chefão não foi oficializado, mas internamente dizem que a relação do CEO com Marchionne não era das mais pacíficas.
Montezemolo se desentende com Marchionne e pede para sair da Ferrari
Em comunicado oficial, Montezemolo afirma que passou 23 maravilhosos anos à frente da Ferrari e que a marca é, seguramente, uma das mais conceituadas do mundo. "A Ferrari terá um papel importante a desempenhar no seio da FCA em breve, e sinto que ela deve ser liderada pelo CEO do grupo". "Tem sido um grande privilégio e honra de ter sido o seu líder. É o fim de uma era", finaliza.

Seja parte de algo grande

Montezemolo se desentende com Marchionne e pede para sair da Ferrari

Foto de: Dyogo Fagundes