Modelos DS perderão logotipo da Citroën na Europa a partir de 2015

Chefão do grupo PSA Peugeot-Citroën, Carlos Tavares confirmou nesta semana que a divisão de luxo DS se tornará completamente independente da Citroën na Europa a partir do ano que vem. De acordo com o executivo, a ideia de conceder mais autonomia à marca tem o objetivo de torná-la uma verdadeira fabricante premium e não apenas uma grife dentro da empresa. Uma das primeiras mudanças promovidas será a extinção, em toda a linha, do emblema do duplo chevron nos modelos vendidos no mercado europeu.
Modelos DS perderão logotipo da Citroën na Europa a partir de 2015
Concluídas as reformulações, a DS espera ter seis modelos em oferta e concorrer diretamente com as rivais de luxo alemãs (leia-se Audi, BMW e Mercedes-Benz) até no máximo 2020. Os novos carros terão características próprias e se diferenciarão completamente dos Citroën, inclusive em questões como motorização e tecnologias. A ideia da chefão Tavares é deixar a DS como opção de luxo, a Peugeot responsável pela gama média e a Citroën atuando no segmento de entrada.

Seja parte de algo grande