Ford revela segunda geração da minivan S-Max, derivada do Fusion

Antecipando-se à abertura do Salão de Paris, a Ford revela oficialmente os primeiros detalhes a respeito da segunda geração da minivan S-MAX. Projetado sobre a plataforma do Fusion/Mondeo, o modelo deriva do conceito homônimo apresentado na edição passada do Salão de Frankfurt e oferece capacidade para acomodar até sete passageiros. As vendas no mercado europeu serão iniciadas no próximo ano, com preço na casa dos 30 mil euros (algo em torno de R$ 90.600 numa conversão direta).
Ford revela segunda geração da minivan S-Max, derivada do Fusion
No visual, a filosofia de design da Ford pode ser vista na grade frontal ao estilo Aston Martin, bem como nos faróis rasgados e nos vincos do capô. Chamam atenção ainda a ampla área envidraçada (com destaque para o teto solar gigantesco) e as colunas finas que não comprometem a visibilidade. A traseira, com linhas levemente inclinadas, conta com lanternas horizontais que invadem as laterais e a tampa do porta-malas.
Ford revela segunda geração da minivan S-Max, derivada do Fusion
O interior apresenta amplo espaço interno e inúmeras tecnologias. O painel tem desenho pouco ousado e conta com poucos botões, já que a maioria das funções (rádio, câmera de ré e outros) serão controladas através da tela de LCD do sistema de entretenimento SYNC.
Ford revela segunda geração da minivan S-Max, derivada do Fusion
Detalhes mecânicos ainda não foram revelados, mas a gama de motores deve ser formada por blocos 2.0 a diesel (com 118, 148 e 177 cavalos), 1.5 EcoBoost de 160 cv e 2.0 também EcoBoost de 240 cv. O câmbio poderá ser manual ou automático de seis marchas, com opção de tração nas quatro rodas.

Seja parte de algo grande