Grávidas têm 42% mais chances de bater o carro, diz estudo

As mulheres têm 42% mais chances de bater o carro gravemente quando estão grávidas, revela um estudo do Institute Clinical Evaluative Sciences (ICES) do Canadá. Uma pesquisa feita com meio milhão de mulheres durante cinco anos mostrou que a partir do quinto mês de gravidez o risco de elas baterem a ponto de precisarem de atendimento médico aumenta de 4,55 para 6,47 por 1.000. Ainda assim, esse número é menor que o risco para os homens da mesma idade, que chega a 7,66 por 1.000. De acordo com o cientista Donald Redelmeier, o segundo trimestre da gravidez é o pior porque as mulheres nesta condição são mais afetadas por náusea, fadiga ou simplesmente distração. "Isso não quer dizer que as grávidas não devem dirigir, apenas que este risco deve ser levado em conta nos cuidados pré-natais", salienta Redelmeier. Em compensação, no primeiro ano do bebê o risco de acidentes cai bastante, pois os pais costumam dirigir com mais cuidado quando estão transportando seus bebês recém-nascidos. Fonte: Institute Clinical Evaluative Sciences

Seja parte de algo grande