Fiat amarga prejuízo de US$ 14 mil em cada 500 elétrico vendido

Em entrevista concedida recentemente à imprensa norte-americana, Sergio Marchionne, CEO da FCA, confirmou que o grupo tem amargado grandes prejuízos com as vendas do 500e, versão elétrica do hatch retrô. De acordo com o executivo, a estratégia de mercado traçada para o modelo não correspondeu às expectativas e já era dada como certa a perda de US$ 10 mil (R$ 22 mil) por cada unidade vendida. O prejuízo, no entanto, foi além e Marchionne revelou que nada menos que US$ 14 mil (R$ 30.900) são perdidos a cada carro produzido.
Fiat amarga prejuízo de US$ 14 mil em cada 500 elétrico vendido
A preocupação com o fracasso do modelo tem sido tamanha que Marchionne apelou junto ao público. "Se você está pensando em comprar um 500e, espero que você não o faça, porque cada vez que nós vendermos um perderemos US$ 14 mil", disse. As vendas do modelo são concentradas especialmente na Califórnia, nos Estados Unidos. Mecanicamente, é equipado com um propulsor elétrico capaz de gerar 111 cavalos de potência. Dados de fábrica indicam que o compacto alcança até 160 km/h de velocidade máxima.

Seja parte de algo grande