Ferrari: vendas caem, mas preços altos garantem lucro recorde em 2013

A Ferrari divulgou nesta semana o balanço comercial do ano de 2013 com vários motivos para comemorar. Conforme explica a marca, a estratégia de mercado traçada pela cúpula da empresa no ano passado se mostrou bastante exitosa e garantiu lucros até então nunca alcançados. O plano, considerado pra lá de ousado, tinha como meta vender menos veículos, torná-los mais exclusivos e com isto cobrar preços mais altos.
Ferrari: vendas caem, mas preços altos garantem lucro recorde em 2013
De acordo com os números divulgados pela marca, durante 2013 foram vendidos 6.922 esportivos - uma queda de 5,4% na comparação com 2012. Apesar disso, as receitas chegaram a 2,3 bilhões de euros e o lucro final atingiu o recorde de 363,5 milhões de euros (aumento de 8,3%). Os ganhos só não foram maiores por conta dos pesados investimentos que foram realizados nas áreas de pesquisa e inovação, além do lançamento de produtos caros como a La Ferrari.
Ferrari: vendas caem, mas preços altos garantem lucro recorde em 2013
Os Estados Unidos, conforme esperado, manteve-se como primeiro mercado global da Ferrari com aproximadamente 2.035 unidades vendidas. Em seguida vem a China, acompanhada de Reino Unido, Alemanha, Itália, Japão e países do Oriente Médio, da África e da América Latina.

Seja parte de algo grande

Ferrari: vendas caem, mas preços altos garantem lucro recorde em 2013

Foto de: Dyogo Fagundes