Com turbo e três cilindros, Chevrolet prepara novos motores para o Brasil

Engana-se quem pensa que a Chevrolet está dormindo no ponto. Com a concorrência oferecendo modernos motores compactos de três cilindros, a marca da gravata dourada já trabalha na renovação de sua linha de propulsores para o Brasil. CARPLACE participou de entrevista concedida a jornalistas brasileiros no Salão de Detroit com o Presidente Mundial da GM, Dan Ammann, e o Presidente da GM da América Latina, Jaime Ardilla. Apesar da direção brasileira tentar despistar sobre a nova estratégia, foi o chefão da marca quem deu a primeira confirmação ao dizer que o Brasil terá a nova linha de propulsores.
Com turbo e três cilindros, Chevrolet prepara novos motores para o Brasil
Com a afirmação do chefe, Jaime Ardilla abriu o jogo e deu mais informações a respeito. "Do investimento de R$ 6,5 bilhões tem uma parte significativa para powertrain, ou seja, motor e transmissão e isso inclui o motor de 3 cilindros", afirmou Ardilla. A concorrência e o Inovar Auto foram os fatores determinantes para a futura renovação da linha de motores. "Com a legislacão do Inovar Auto, acredito que motores 1.0 três cilindros se tornarão obrigatórios. Então, nós teremos sim este tipo de propulsor, só não posso falar agora quais modelos serão equipados com a nova motorização", disse o executivo. Além disso, também citou que "que será difícil acompanhar a concorrência sem esta tecnologia".
Com turbo e três cilindros, Chevrolet prepara novos motores para o Brasil
Jaime Ardilla - Presidente da GM América do Sul De acordo com o executivo, os novos motores de três cilindros serão produzidos na fábrica de Joinville. "Não consideramos no momento a construção de uma segunda planta no Estado, mas sim uma ampliação do que já temos em Joinville. Acredito que a unidade esteja em uma posição privilegiada para receber os novos motores, é apenas uma questão de definir as datas, os tipos de propulsores e o tamanho do investimento", disse. Apesar da confirmação, a chegada dos novos propulsores ainda vai demorar um pouco. "Como eu falei quando anunciei os investimentos, são para os próximos quatro anos", explicou Ardilla. Além dos investimentos no Brasil, em junho do ano passado a GM anunciou investimentos na fábrica de Rosário na Argentina. A unidade será ampliada e modernizada ao custo de US$ 270 milhões para a produção de motores de última geração. Sem detalhes especificados, sabe-se que os propulsores (que terão bloco de alumínio, injeção direta e turbo) serão usados pela nova geração do Cruze.
Com turbo e três cilindros, Chevrolet prepara novos motores para o Brasil
Tudo indica que se trata da versão atualizada do motor 1.4 ECOTEC Turbo, propulsor que no Opel Adam S (versão esportiva) entrega 152 cavalos de potência com gasolina e torque de 22,43 kgfm. Vale lembrar que a Chevrolet lançou no Brasil a S10 com o novo motor 2.5 Ecotec SIDI Flex, o primeiro bicombustível com injeção direta do segmento. Por Fábio Trindade De Detroit, Estados Unidos

Seja parte de algo grande