Garagem CARPLACE #2: Corolla 1.8 surpreende e acelera mais rápido que o 2.0

Quando o nosso aparelho de medições VBox mostrou o resultado da primeira "puxada" da prova de aceleração do Corolla 1.8 CVT não acreditei: 9,7 s de 0 a 100 km/h. Não que o tempo fosse estranho pelo que o carro anda (já havíamos elogiado bastante o desempenho no primeiro post do Garagem), mas sim por ser mais rápido que o Corolla 2.0 CVT, que cravou 9,9 s na mesma medição - feita no mesmo local, com temperatura muito semelhante. Quais as explicações?
Garagem CARPLACE #2: Corolla 1.8 surpreende e acelera mais rápido que o 2.0
Antes de comparar os dados, segui no teste do 1.8. E as demais passagens de aceleração repetiram o resultado de 9,7 s até 100 km/h, como um relógio suíço. Seria algum problema com o 2.0 testado anteriormente? Não, pois nosso tempo "bateu" com o das demais publicações brasileiras que fazem medições dos carros. O motivo da boa saída do Corolla 1.8 é, na verdade, uma soma de alguns fatores.
Garagem CARPLACE #2: Corolla 1.8 surpreende e acelera mais rápido que o 2.0
Primeiro, a diferença de rendimento do motor 1.8 16V para o 2.0 16V da Toyota é muito pequena: são 144 cv de potência a 6.000 rpm e 18,6 kgfm de torque a 4.800 rpm, contra 154 cv a 5.800 rpm e 20,3 kgfm a 4.800 rpm do propulsor maior. O 1.8 leva vantagem na potência específica: 80,1 cv por litro, enquanto o 2.0 gera 77,5 cv por litro. Para se manter no mesmo patamar de eficiência, 2.0 teria de desenvolver pelo menos 160 cv.
Garagem CARPLACE #2: Corolla 1.8 surpreende e acelera mais rápido que o 2.0
Segundo, o motor 1.8 é oferecido apenas na versão de entrada do Corolla. Ou seja, apesar de a marca não divulgar o peso do sedã, é óbvio que o GLi é mais leve, tanto pelo propulsor menor quanto pela ausência de diversos equipamentos presentes no XEi 2.0. Por fim, e talvez o mais importante, a transmissão CVT ligada ao motor 1.8 tem a relação inicial mais curta que a do 2.0 (2,480 contra 2,396) favorecendo assim as saídas. Desta forma, acabou que ambos andaram muito parecidos nas arrancadas, com pequena margem para o 1.8.
Garagem CARPLACE #2: Corolla 1.8 surpreende e acelera mais rápido que o 2.0
Já nas retomadas, no entanto, o maior torque do 2.0 prevaleceu: o Corolla XEi levou 6,9 s de 40 a 100 km/h, e 6,6 s de 80 a 120 km/h - contra 7,4 s e 6,8 s, respectivamente, do GLi 1.8. Mas a diferença foi tão pequena que o motor 1.8 se revelou uma escolha mais inteligente, principalmente quando analisamos as provas de consumo: com etanol, registramos 7,8 km/l na cidade e 11,9 km/l na estrada, ao passo que no 2.0 as médias caem para 7,0 km/l e 10,9 km/l, respectivamente. Na média geral, o motor 1.8 se revelou cerca de 10% mais econômico, com uma média combinada de 9,8 km/l, contra 8,9 km/l do 2.0. Contas feitas, fica fácil entender porque tem consumidor órfão do antigo Corolla XEi 1.8. Na relação desempenho x consumo, o Toyota 1.8 oferece melhor compromisso. Texto e fotos: Daniel Messeder Ficha técnica – Toyota Corolla XEi Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.798 cm3, comando duplo variável, flex; Potência: 139/144 cv a 6.000 rpm; Torque: 17,7/18,6 kgfm a 4.800 rpm; Transmissão: câmbio automático CVT com simulação de sete marchas, tração dianteira; Direção: elétrica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS; Rodas: liga leve aro 16" com pneus 205/55; Peso: N/D; Capacidades: porta-malas 470 litros, tanque 60 litros; Dimensões: comprimento 4.620 mm, largura 1.775 mm, altura 1.475 mm, entreeixos 2.700 mm Medições CARPLACE Aceleração 0 a 60 km/h: 4,4 s 0 a 80 km/h: 6,7 s 0 a 100 km/h: 9,7 s Retomada 40 a 100 km/h em D: 7,4 s 80 a 120 km/h em D: 6,8 s Frenagem 100 km/h a 0: 43,0 m 80 km/h a 0: 26,4 m 60 km/h a 0: 14,9 m Consumo Ciclo cidade: 7,8 km/l Ciclo estrada: 11,9 km/l Galeria de fotos: Corolla 1.8

Seja parte de algo grande